Macaé News
Cotação
RSS

Chacina em Rio das Ostras: investigações ainda sob sigilo

Publicado em 21/03/2014 Editoria: Segurança sem comentários Comente! Imprimir


Imagens podem ajudar a identificar assassino das cinco vítimas

Imagens podem ajudar a identificar assassino das cinco vítimas

Um crime que vem sendo muito co­mentado no mu­nicípio de Rio das Ostras é a chacina que ocorreu na madrugada do último sábado, dia 15, no bairro Cidade Praiana. Mas, até o momento, somente as cinco vítimas foram iden­tificadas. As investigações continuam em andamento e, segundo informações da assessoria da Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro, na 128ª DP de Rio das Ostras, testemunhas já foram ouvi­das e imagens de câmeras de segurança estão sendo ana­lisadas.

De acordo com a delega­da titular, Carla Tavares, por enquanto, não serão divul­gados mais detalhes sobre o crime, para não atrapalhar as investigações. Esta sema­na, as cinco vítimas da cha­cina já foram identificadas. São elas: Edevilson Calumbi Bomfuir, de 32 anos, Adria­no Barbosa dos Santos, 31 anos, Anderson Santos dos Reis, 23 anos, e Elmo Ramos Pereira da Rocha, de 31 anos. Entre eles, também estava uma mulher, chamada Jo­ana Maria Guimarães Fer­reira, de 34 anos, que seria de Campos dos Goytacazes. Todos foram assassinados com tiros na cabeça e, en­contrados em um condomí­nio na avenida Mato Grosso. Ninguém foi preso.

Ainda segundo a Polí­cia Civil, os quatro homens teriam vindo da Bahia para trabalhar em Rio das Ostras. No dia do crime, o delegado responsável Diogo Schetti­ni, acompanhou as primei­ras horas e verificou que os corpos foram encontrados em diferentes cômodos do apartamento, apontando ca­racterísticas de execução. No local da chacina, foram encontrados vestígios de dro­gas e cápsulas deflagradas de diferentes calibres. Também foi apreendido um carro com placa da Bahia e recolhidos documentos e objetos para serem periciados. “Os fatos estão sendo apurados e ne­nhuma hipótese será descar­tada até chegarmos à autoria do crime”, disse o delegado.

› FONTE: Macaé News (www.macaenews.com.br)


sem comentários

Deixe o seu comentário