Macaé News
Cotação
RSS

Frente de Trabalho do Camarão vai até maio

Publicado em 06/04/2017 Editoria: Meio Ambiente sem comentários Comente! Imprimir


Macaé tem, em média, 500 pescadores inscritos na Frente de Trabalho no período do Defeso do Camarão de 2017, que acontece entre 1º de março e 31 de maio, período de reprodução da espécie. Durante essa fase, são realizados cursos, palestras, ações ambientais e frentes de trabalho que representam a contrapartida dos pescadores pelo recebimento do salário mínimo mensal.

Dia 13 de abril, às 14h, acontece palestra na Associação dos Moradores da Barra sobre primeiros socorros; dia 20 de abril, às 9h, limpeza de patrimônio ambiental, no Canal Macaé/Campos, palestra sobre educação ambiental e ações de combate ao Aedes aegypti.

Dia 28 de abril, curso sobre Carteira POP; dia 5 de maio, às 9h é a vez de limpeza de patrimônio ambiental, no Pontal; 12 de maio, às 9h são feitos exames no Mercado de Peixes sobre saúde do pescador; dia 19 de maio, às 9h, é a vez da limpeza de patrimônio ambiental, no Canal Macaé/Campos. Para finalizar a programação, no dia 26 de maio, às 9h, será feita mais uma limpeza de patrimônio ambiental, na Praia da Barra.

Defeso do camarão - O período de defeso impede a pesca do camarão no mar da Região dos Lagos e no Norte Fluminense, entre primeiro de março e 31 de maio. Pescadores de Cabo Frio, Arraial do Cabo, Búzios, Saquarema, Macaé, do litoral de Campos dos Goytacazes e São João da Barra são afetados pela medida, já que esse é o período de reprodução dos crustáceos.

Nos três meses, fica proibida a pesca de arrasto com tração motorizada para a captura do camarão-rosa, camarão-sete-barbas, camarão-branco, santana ou vermelho e barba-ruça. De acordo com a Fundação Instituto de Pesca do Estado do Rio de Janeiro (Fiperj), o pico do período de reprodução do camarão varia de um ano para outro, de acordo com a variações climáticas, de correntes e ventos.

As punições incluem advertência, multa e apreensão do produto, além de suspensão parcial ou total das atividades.

› FONTE: Secom


sem comentários

Deixe o seu comentário

Digite as palavras abaixo: