Macaé News
Cotação
RSS

FGTS turbina compra da casa própria

Publicado em 13/03/2017 Editoria: Economia sem comentários Comente! Imprimir


Não é só varejo que está de olho no saldo da conta inativa do FGTS dos mais 4,8 milhões de brasileiros. O mercado imobiliário, que sempre contou com esse recurso, também oferece algumas ofertas que incluem materiais de construção, portas decorativas, compra de terrenos, aquisição de consórcio de imóveis e saldo em dobro pago pela construtora para quem for comprar a casa própria.

A liberação do dinheiro começou no dia 10 e vai permitir que o valor possa ser empregado da forma que o titular da conta achar conveniente. Quem tem pressa em trocar o aluguel pela casa própria, a Azul Construções vai bancar o dobro do saldo da conta inativa para ser usado como entrada, limitado a R$ 5 mil.

“É uma forma de incentivar o uso do recurso na compra. O trabalhador vai poder comprar e logo se mudar, pois os apartamentos já estão na fase final da obra”, afirma Mariana Marques, diretora da Azul Construções. O residencial Grand Ville fica em Bangu e as unidades custam a partir de R$ 172.600. O condomínio terá segurança 24h e lazer com piscina e recreação.

Já a Brookfield Incorporações vai antecipar a possibilidade de uso dos recursos do FGTS das contas inativas na compra de seu apartamento mediante apresentação do extrato de cada um. O cliente não vai precisar esperar pelo seu aniversário para resgatar seu recurso e garantir sua compra.

“Muitas pessoas não sabem como usar o recurso e o governo tem criado novos incentivos para isso, desde a liberação do dinheiro das contas inativas até o aumento do teto do valor do imóvel financiado com o recurso para R$ 1,5 milhão. Pensamos em uma ação para oferecer facilidades ao consumidor. Vamos antecipar o valor para a compra do imóvel. Este é o momento para atrair esse público”, destaca Frederico Kessler, diretor de Incorporação da Unidade RJ, da Brookfield Incorporações.

A Avanço Realizações Imobiliárias investe na campanha de imóveis prontos para morar mobiliados com entrada a partir de R$ 19.800, podendo utilizar o carro ou FGTS. Os empreendimentos são o Elo Residencial Clube, em frente ao Engenhão, e casas dúplex, a cinco minutos do Norte Shopping, no Villagio Residenze. Entre os mimos estão toda linha branca, TVs de 32 e 42 polegadas, ar-condicionados na sala e nos quartos, camas boxes de casal e de solteiros, armários nos quartos, cozinha e banheiros, além de boxes e espelhos nos banheiros da suíte e do social.

Segundo o diretor da Avanço Realizações Imobiliárias, Sanderson Fernandes, a construtora sempre busca estratégias que beneficiem o cliente. “A ideia é agregar benefícios para facilitar as despesas que mais pesam na hora da mudança. Por isso, facilitamos a entrada e ainda mobiliamos o imóvel. Ou seja, o cliente pode se mudar imediatamente. E alguns trabalhadores ainda poderão usar o saldo da conta inativa do FGTS”, explica Fernandes. A campanha ‘Leva Tudo Avanço’ vai até abril deste ano.

A MRV Engenharia prorrogou a campanha ‘FGTS Turbo’, que concede desconto de R$ 3 mil a clientes que usarem o recurso. O diretor de Marketing da MRV, Rodrigo Resende, diz que o uso do FGTS traz outros benefícios além do pagamento de parte do imóvel. “É o melhor destino para o dinheiro e o cliente ainda tem acesso a linhas de financiamento diferenciadas. A campanha fortalece e incentiva o uso do recurso”, diz Resende.

Para quem quiser construir a casa dos sonhos, há outra boa opção para usar o recurso da conta inativa: a Fernandes Araujo oferece loteamento em Campo Grande com ITBI (Imposto de Transmissão de Bens Imóveis) e escritura grátis, com parcelamento em até 84 meses. Os terrenos contam com arruamento e infraestrutura de água e esgoto.

Rede ConstruMais e Flaviense também oferecem descontos

E as promoções não param para atrair os recursos da conta inativa dos trabalhadores. Na rede ConstruMais, há oferta de porcelanato polido (60x60 centímetros) a partir de R$ 32,90 o metro quadrado. Já o cimento CPIII, saco de 50 quilos, está sendo vendido a partir de R$ 14,99. Outra opção é a caixa d’água de 1 mil litros que sai por R$ 229,90 da marca Fortlev. A ConstruMais ainda oferece assessoria gratuita de arquiteto aos sábados.

Na madeireira Flaviense, as portas frisadas de angelim passaram de R$ 159 para R$ 119. “Aderimos ao movimento de incentivo do uso do FGTS para que as pessoas possam trocar as portas de casa. Esta peça é o primeiro objeto de decoração de um imóvel. Elas ajudam a embelezar o ambiente desde a entrada”, conta Flávio Aurélio, diretor da Flaviense.

› FONTE: O Dia


sem comentários

Deixe o seu comentário

Digite as palavras abaixo: