Macaé News
Cotação
RSS

Cristãos iniciam a quaresma como tempo do perdão e da reconciliação

Publicado em 06/03/2017 Editoria: Religião sem comentários Comente! Imprimir


É um tempo de reflexão, de penitência, de conversão espiritual

É um tempo de reflexão, de penitência, de conversão espiritual

Faltando pouco mais de quarenta dias para a Páscoa, a Igreja Católica deu início ao período de reflexão, com oração intensa, jejum, penitência e caridade - a Quaresma. Embora esse tempo se inicie na Quarta-feira de Cinzas e termine na Quinta-feira Santa com a Missa da Ceia do Senhor, os cristãos de todas as Igrejas de Macaé, reafirmaram neste domingo (5), durante as missas, ser este o tempo de escuta da Palavra de Deus em preparação para a celebração da Ressurreição de Jesus Cristo.

Mas, afinal o que é Quaresma? - A palavra Quaresma vem do latim quadragésima e é utilizada para designar o período de quarenta dias que antecedem a festa ápice do cristianismo: a ressurreição de Jesus Cristo, comemorada no Domingo de Páscoa. Esta prática data desde o século IV. Cerca de duzentos anos após o nascimento de Cristo, os cristãos começaram a preparar a festa da Páscoa com três dias de oração, meditação e jejum. Por volta do ano 350 d. C., a Igreja aumentou o tempo de preparação para quarenta dias. Assim surgiu a Quaresma.

De acordo com a Carta Apostólica do Papa Paulo VI, que aprovou o Novo Calendário Romano Geral, a cor litúrgica deste tempo é o roxo, que significa luto e penitência. É um tempo de reflexão, de penitência, de conversão espiritual, tempo e preparação para o mistério pascal.

- Na Quaresma, Cristo nos convida a mudar de vida e a Igreja nos orienta a viver uma série de atitudes cristãs que nos ajudam a parecer mais com Jesus Cristo, já que por ação do pecado, nos afastamos mais de Deus. É nesse período que devemos retirar de nossos corações o ódio, o rancor, a inveja, os zelos que se opõem a nosso amor a Deus e aos irmãos. É na Quaresma que aprendemos a conhecer e apreciar a Cruz de Jesus e a tomar nossa cruz com alegria para alcançar a glória da ressurreição. É o tempo do perdão e da reconciliação fraterna –, disse Emanuel Stênio, missionário do Sistema Canção Nova de Comunicação.

Segundo o padre Luizinho, natural de Feira de Santana (BA) e sacerdote da Comunidade Canção Nova, o número de quarenta dias tem um significado simbólico-bíblico: quarenta são os dias do dilúvio, da permanência de Moisés no Monte Sinai e das tentações de Jesus. Guiados por esse tempo e pelas práticas – como que guiados por uma bússola –, buscamos os tesouros da fé para crescer no seguimento de Nosso Senhor Jesus Cristo.

A Quaresma é um tempo propício de voltarmos para Deus. Um dos sermões de São Pedro Crisólogo diz que três coisas nos mantém firmes nesse retorno: a oração, o jejum e a misericórdia. “O que a oração pede, o jejum alcança e a misericórdia recebe”. Já o jornalista e padre Roger Araújo considera a Quaresma como um tempo especial no coração de Deus. “Iniciamos o tempo agraciado da Quaresma, tempo especial no coração de Deus, para que todos nós voltemos nosso coração para o Senhor nosso Deus. Os excessos da vida e de tantos outros acontecimentos afastam-nos um pouco do Senhor, às vezes muito ou totalmente. Deus é bom, é misericordioso, Ele mesmo toma a iniciativa de vir atrás de nós, de cada um de nós. O Senhor não nos quer distantes d’Ele, Ele nos quer próximos, quer que sejamos íntimos d’Ele, por isso nos dá este tempo de graça”, finalizou.

_____________________
Jornalista Lourdes Acosta

› FONTE: Macaé News (www.macaenews.com.br)


sem comentários

Deixe o seu comentário

Digite as palavras abaixo: