Macaé News
Cotação
RSS

Brasil bate a Colômbia e avança à semifinal olímpica

Publicado em 14/08/2016 Editoria: Olimpíadas 2016 sem comentários Comente! Imprimir


Neymar abriu o placar logo aos 12 minutos (Foto: Leonardo Benassatto/Reuters)

Neymar abriu o placar logo aos 12 minutos (Foto: Leonardo Benassatto/Reuters)

A seleção brasileira de futebol masculino está na semifinal dos Jogos Olímpicos Rio 2016. Neste sábado, uma cobrança de falta de Neymar e um golaço por cobertura de Luan definiram o triunfo por 2 a 0 sobre a Colômbia, em duelo catimbado e faltoso na Arena Corinthians. Na quarta-feira, às 13h, no Maracanã, a equipe do técnico Rogério Micale enfrenta Honduras por uma vaga na decisão da Olimpíada.

O primeiro tempo teve mais confusão de futebol jogado. O destaque dos 45 minutos iniciais foi Neymar. O camisa 10 abriu o placar aos 12 minutos de jogo, em cobrança de falta de longa distância. O atacante do Barcelona chutou colocado e aproveitou uma barreira muito mal feita para mandar no cantinho.

Três minutos antes, a Colômbia teve sua única oportunidade na etapa inicial. Rodrigo Caio recuou na fogueira para Weverton, que demorou para afastar e foi travado por Pabón. Para a sorte do Brasil, a bola foi para fora.

O restante do jogo foi marcado por faltas e confusão. Assim como em outros encontros, Neymar e colombianos não se entenderam. O brasileiro sofreu diversas faltas, caiu na provocação e deu um chute sem bola em Roa. O tempo fechou e o capitão do Brasil recebeu amarelo. Depois disso, Neymar voltou a ser alvo das faltas dos adversários.

O segundo tempo começou com mais futebol – e com a Colômbia em cima. Antes dos cinco minutos, Weverton fez duas boas defesas em chutes de longa distância de Borja e Pabón. O Brasil respondeu: aos oito, Luan bateu e pediu pênalti em toque de mão; aos 10, Luan recebeu na área e foi abafado pelo goleiro Bonilla.

Com 20 minutos, o técnico Rogério Micale adotou uma postura mais cautelosa e desmontou seu esquema 4-2-4, colocando o volante Thiago Maia na vaga do atacante Gabriel. A substituição trancou um pouco mais a partida, deixando oportunidades mais raras. Apesar disso, aos 38, Luan recebeu a bola livre na entrada da área e bateu por cobertura, aproveitando o posicionamento ruim de Bonilla.

› FONTE: band


sem comentários

Deixe o seu comentário

Digite as palavras abaixo: