Macaé News
Cotação
RSS

Polícia prende 7 por fraude em resultados em SP

Publicado em 07/07/2016 Editoria: Polícia sem comentários Comente! Imprimir


A Polícia Civil de São Paulo prendeu sete pessoas nesta quarta-feira, em operação contra manipulação de resultados de jogos de futebol. Entre os detidos está Carlos Luna, ex-goleiro do América de São José do Rio Preto, clube do interior paulista. A informação é da Rádio Bandeirantes.

No total são 10 mandados de prisão temporária e dois mandados de busca e apreensãoem São Paulo, Bauru (SP), São José do Rio Preto (SP), Sorocaba (SP), Ceará e Rio de Janeiro.

A operação é conduzida pelo Departamento Estadual de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), de São Paulo, com apoio da Federal por causa do desdobramento em outros Estados.

Segundo as investigações da Operação Game Over, um esquema combinava resultados de partidas das séries A2 e A3 do Paulista (equivalentes à segunda e terceira divisões) e principais campeonatos do Norte e Nordeste. Eles compravam treinadores e atletas para manipular os resultados.

A polícia não informou qual seria o papel do ex-goleiro do América na quadrilha. Segundo os investigadores, existem gravações de grampos telefônicos que apontam a participação de Luna no esquema.

A investigação durou cinco meses e apurou que o placar era manipulado para beneficiar apostadores asiáticos, que faziam apostas pela internet.

Nota do DHPP sobre a Operação Game Over

“O Departamento Estadual de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) realiza, desde a madrugada de quarta-feira (06), uma operação contra fraude em resultados de futebol. Os policiais da 5ª Delegacia de Polícia de Repressão e Análise aos Delitos de Intolerância Esportiva estão cumprindo 10 mandados de prisão temporária e dois mandados de busca e apreensão na Capital paulista, Bauru, São José do Rio Preto, Sorocaba, Ceará e Rio de Janeiro. Até o momento sete pessoas foram presas.  O inquérito policial investiga quadrilha que manipula resultado de partidas de futebol, principalmente nas séries A2 e A3 do paulista e séries principais do Norte e Nordeste. A operação segue em andamento e o inquérito está sob segredo de Justiça”.

› FONTE: band


sem comentários

Deixe o seu comentário