Macaé News
Cotação
RSS

Plataforma inclina e petroleiros são retirados na madrugada

Publicado em 28/02/2014 Editoria: Geral sem comentários Comente! Imprimir


A plataforma SS-53 adernou durante a madrugada desta sexta-feira (28) no Campo de Marlim, na Bacia de Campos. A unidade que é operada pela Petrobras sofreu adernamento por volta de 1 hora da manhã. De acordo com o Sindicato dos Petroleiros do Norte Fluminense (Sindipetro-NF), a unidade já está estabilizada mas foi determinado o abandono imediato, permanecendo apenas um grupo de técnicos para garantir o controle da estabilidade.

O sindicato explicou que a SS-53 é uma plataforma de perfuração de propriedade da empresa Noble, que presta serviço à Petrobras. Durante a tarde desta sexta-feira, em uma das matérias postadas no site do Sindipetro, o  coordenador geral do Sindipetro-NF, José Maria Rangel, relacionou o adernamento da plataforma SS-53, a um quadro geral de precariedade na fiscalização da segurança na atividade off shore no Brasil. De acordo com o sindicalista, o crescimento do setor não está sendo acompanhado por um aumento no número de fiscais."A Petrobras anunciou que pretende atingir a produção de quatro milhões de barris diários em 2020, que é o dobro do que produzimos hoje, e o que vemos é que órgãos fiscalizadores como ANP (Agência Nacional do Petróleo), Ministério do Trabalho e Marinha não têm a mesma perspectiva de acréscimo em suas condições de fiscalizar plataformas e embarcações", disse José Maria.

Ainda segundo o sindicato a diretoria do Sindipetro está acompanhando o caso e permanece em plantão.


 

› FONTE: Macaé News (www.macaenews.com.br)


sem comentários

Deixe o seu comentário