Macaé News
Cotação
RSS

Movimento do carnaval cria empregos temporários

Publicado em 28/02/2014 Editoria: Economia sem comentários Comente! Imprimir


O feriado do carnaval costuma ser um período para se esquecer um pou­co das responsabilidades do trabalho e aproveitar com os amigos e família sem qualquer tipo de preocupação. Mas para muitos, esse é o grande mo­mento para por as mãos na massa e fazer uma renda extra.

Com a expectativa de receber 350 mil pessoas no carnaval, o comércio de Rio das Ostras nessa época do ano, passa a ter um movimento maior, com destaque para quiosques, restaurantes, pizzarias, dentre outros estabelecimen­tos do ramo alimentício. Para atender essa demanda, os proprietários costu­mam abrir algumas vagas de empre­gos temporários, e por se tratar de um período onde poucos querem saber de trabalhar, os salários tendem ser bem gratificantes.

Trabalhando em barracas como em­prego extra desde os quatorze anos de idade, Ariana Siqueira é proprietária de uma tenda no Centro, especializada em todos os tipos de bebida. Ela explica que o carnaval é de longe, sua temporada mais lucrativa do ano, com faturamen­tos que podem variar de R$ 3 mil a R$ 3.500 por noite, mas como sozinha fica­ria muito sobrecarregada, este ano está com uma equipe de oito funcionários temporários.

Um desses funcionários é Kreiton da Silva, que tira a sua maior renda como cantor de funk em festas. “Pra mim, tra­balhar aqui no carnaval é uma oportu­nidade para complementar a renda do final do mês, além de ser também bem divertido, pois estamos todos aqui entre amigos” conta.

Além de proporcionar novas contra­tações temporárias, a movimentação da alta temporada do carnaval também be­neficia os funcionários já efetivados com oportunidades de dobrarem seu salário aumentado a carga-horária de trabalho. O garçom Márcio Rangel está animado para o feriado. Ele e mais aproximada­mente 20 funcionários de um restau­rante da orla. “Não há época do ano me­lhor para se trabalhar, gostaria que esse movimento continuasse durante todo o ano” complementa Márcio.

› FONTE: Macaé News (www.macaenews.com.br)


sem comentários

Deixe o seu comentário