Macaé News
Cotação
RSS

Novo recorde: produção do présal chega a 407 mil barris diários

Publicado em 28/02/2014 Editoria: Economia sem comentários Comente! Imprimir


A produção de petróleo na ca­mada do pré-sal apresentou um novo recorde nesta sema­na. De acordo com balanço divulgado pela Petrobras, a marca é de 407 mil barris diários. O registro foi pos­sível com a contribuição de 21 plataformas, das quais 11 estão na Bacia de Campos e 10 na Bacia de Santos.

O número foi atingido oito anos após a primei­ra descoberta do pré-sal no país. Por causa disso, a Petrobras comparou o tem­po necessário para obter o recorde no pré-sal com a produção da empresa em outras áreas, já quem na Bacia do Golfo do México, por exemplo, esse total foi obtido em 19 anos.

Agora, o objetivo é che­gar a marca de um milhão de barris por dia em 2017, quando terão entrado em operação mais oito pla­taformas. A intenção da estatal é colocar em fun­cionamento somente este ano mais três plataformas. No primeiro trimestre, a P-58 vai realizar extrações no campo Norte de Parque das Baleias. No terceiro tri­mestre será a vez da FPSO Cidade de Ilhabela produzir no campo de Sapinhoá. No quarto trimestre, a FPSO Cidade de Mangaratiba irá executar operações de ex­tração na Campo de Lula, na área de Iracema Sul.

EFICIÊNCIA NO PÓS-SAL

Segundo outros nú­meros apresentados pela Petrobras, mesmo com a grande atenção voltada para o pré-sal, o pós-sal não está esquecido. Con­forme mostram os nú­meros, nos últimos cinco anos, os investimentos na Bacia de Campos totalizaram R$ 76,4 bi­lhões.

Desde o Plano de Negócios e Gestão 2012- 2016, a empresa vem conduzindo o Programa de Aumento da Eficiên­cia Operacional (Proef) para as duas unidades operacionais que atuam na Bacia de Campos, responsável por cerca de 75% da produção total da Petrobras no Brasil. O trabalho de recuperação da eficiência teve como resultado um aumento de 63 mil barris de pe­tróleo por dia em 2013, se comparado com a pro­dução que a empresa te­ria caso não tivesse tido tais ações de melhoria.

› FONTE: Macaé News (www.macaenews.com.br)


sem comentários

Deixe o seu comentário