Macaé News
Cotação
RSS

Lojas especializadas em fantasias aproveitam o movimento na reta final da folia

Publicado em 28/02/2014 Editoria: Economia sem comentários Comente! Imprimir


As vésperas do Carnaval, a cor­reria para os últi­mos preparativos é grande. A busca pelas fan­tasias e adereços, tão tradi­cionais dessa época, já estão a todo vapor em Rio das Ostras. Para aqueles que vi­vem desse tipo de comércio, esse é o período mais lucra­tivo do ano, e também o mo­mento de trabalho dobrado.

Segundo a gerente de uma loja especializada em fantasias na cidade, Maria Madalena, a procura to­dos os anos é sempre muito grande, mas o brasileiro cos­tuma deixar tudo em cima da hora, então o movimento dos dias que antecedem o carnaval acabam sendo os principais responsáveis pe­las vendas. Ela afirma que, embora sua loja esteja com um bom fluxo de vendas, já presenciou carnavais me­lhores: “Ano passado, por exemplo, as pessoas fizeram as suas compras com maior antecedência. Nesse mesmo período em 2013 já havíamos vendido o dobro do que con­seguimos até agora”.

Mas Maria Madalena não se queixa e está confiante, abrirá até na segunda-feira de carnaval e já contratou para essas últimas sema­nas mais dois funcionários temporários para dar conta do atendimento. Uma das vendedoras da loja, Claudia Amorim, diz que está surpre­sa com as vendas de última hora. Ela estima que a loja esteja vendendo em torno de 100 fantasias e adereços por dia, sendo que a principal procura são as peças infan­tis: “Mais de 80% das nossas vendas são fantasias destina­das às meninas, os homens geralmente preferem as más­caras, que correspondem ba­sicamente ao resto do total das vendas”.

Os estudantes Guilher­me Magalhães e Vinícius Pimentel fizeram suas com­pras de carnaval com um pouco de antecedência para evitar o transtorno das lo­jas abarrotadas, já que em Rio das Ostras não existem muitas opções. Eles acha­ram os preços esse ano um pouco mais caro. Assim, gastaram cerca de R$ 60 em duas perucas e alguns outros itens, mas afirmam que as despesas valem a pena. “Afinal, a festa é uma válvula de escape dos abor­recimentos que surgem du­rante todo o ano”, disse.

Marcelo e Letícia Gomes procuram uma fantasia de princesa para Marcele, a primeira filha de dois anos. Morando há pouco tempo em Unamar, o casal afirma que os preços dos elementos carnavalescos na região não diferem muito dos do Rio de Janeiro, local em que mo­ravam, porém, esse ano só pretendem agradar a filha, pois querem economizar.

As fantasias variam de preço conforme o tipo de material, tamanho ou de­manda, mas em geral po­dem ser encontradas na cidade entre R$ 49 e 69. Algumas lojas também estão oferecendo algumas promo­ções com preços bem mais em conta.

 

› FONTE: Macaé News (www.macaenews.com.br)


sem comentários

Deixe o seu comentário