Macaé News
Cotação
RSS

Turismo investe no interior durante as Olimpiadas

Publicado em 21/03/2016 Editoria: Trânsito sem comentários Comente! Imprimir


Programa incentiva visita a municípios com até três horas de distância da capital

Com a expectativa de que a ocupação dos hotéis no interior fluminense chegue a 95% durante e após os Jogos Olímpicos, a Secretaria de Turismo investe em atividades e material de divulgação por meio do programa Rio+3, que estimula a visita a municípios a três horas de distância do Rio de Janeiro. O secretário da pasta estadual, Nilo Sergio Felix, conversou com o D.O Notícias sobre as ações promovidas em fóruns, feiras e nos pontos turísticos cariocas.

D.O Notícias – Qual a expectativa de visitação das cidades interioranas no período dos Jogos Olímpicos?

Nilo Sergio Felix – Acreditamos que teremos uma ótima ocupação, de cerca de 95%, por conta das ações que temos realizado desde o início de 2015 e pela referência que temos de eventos importantes como a Copa do Mundo e o Réveillon. O interior responde rapidamente aos eventos realizados na cidade do Rio. As pessoas não virão exclusivamente para os Jogos, mas também para curtir o destino. Além disso, muitos turistas brasileiros e estrangeiros e até atletas acabam por estender suas estadias para depois do grande evento. Também acreditamos que os cariocas e fluminenses vão deixar a cidade para repousar em municípios próximos.

D.O Notícias – Quais são as principais ações encaminhadas para “aquecer” o segmento no interior?

Felix – Temos feito um esforço concentrado e consciente para que os turistas visitem nosso interior. Participamos de fóruns e feiras para divulgar o que temos de melhor e mais bonito. No dia 28, por exemplo, estaremos em uma grande feira em São Paulo. Fazemos parte do calendário de eventos do Ministério do Turismo. Desde o início do verão, também temos realizado fóruns nas 12 regiões turísticas de nosso estado no sentido de mostrar a importância da divulgação, fomentando o turismo e criando novos canais.

D.O Notícias – Como foi feita a divulgação em feiras?

Felix – No Rock in Rio de Las Vegas, por exemplo, divulgamos o Rio em um estande com simulador de voo de asa delta em 3D. Trezentos agentes de turismo americanos foram convidados a conhecer as belezas do estado como a Costa Verde e a Região Serrana no simulador, que atraiu milhares de pessoas.

D.O Notícias – Como funciona o Guia de Roteiros?

Felix – Quem visita os principais pontos turísticos da cidade do Rio tem recebido o nosso Guia de Roteiros Turísticos do estado. A publicação, lançada pela Secretaria de
Turismo/TurisRio, tem 98 páginas e oferece centenas de dicas para o turista que deseja conhecer o interior fluminense. O material inclui ainda calendários de eventos, com as principais festas populares nas regiões turísticas da Costa Verde, Agulhas Negras, Costa do Sol, Serra Verde Imperial e Vale do Café. Nosso trabalho busca dar visibilidade a estas regiões, que oferecem uma enorme riqueza e variedade cultural, gastronômica, climática e histórica.

D.O Notícias – E o projeto Cidades Maravilhosas?

Felix – A Secretaria de Turismo/TurisRio levou centenas de programações e roteiros de viagens disponíveis a até três horas de distância da capital aos turistas que visitaram o Pão de Açúcar no mês de janeiro. São mais de 4,5 mil pessoas que passam pelo local diariamente. A ação foi batizada como Cidades Maravilhosas – Verão 2016 e faz parte do programa Rio+3.

D.O Notícias – Quais as principais cidades e regiões mais visitadas pelos turistas?

Felix – O Estado do Rio conta com 12 regiões turísticas, que cobrem os 92 municípios. Em todas elas trabalhamos ações, eventos e material de divulgação. Os cinco municípios conhecidos como indutores do turismo, ou seja, que recebem maior fluxo de visitantes, são Angra dos Reis, Búzios, Paraty, Petrópolis e Rio de Janeiro.
 

› FONTE: Agência Rio


sem comentários

Deixe o seu comentário

Digite as palavras abaixo: