Macaé News
Cotação
RSS

Representantes de Macaé fecham com chave de ouro participação no Jogo das Estrelas

Publicado em 24/02/2014 Editoria: Esporte sem comentários Comente! Imprimir


Léo Costa foi o auxiliar técnico de Gustavo de Conti, do time NBB Mundo

Léo Costa foi o auxiliar técnico de Gustavo de Conti, do time NBB Mundo

Foi um verdadeiro espetáculo de arremessos, dribles, ataques, rebotes e tocos em uma partida que reuniu os melhores do basquete que atuam no Brasil na atualidade. Assim foi finalizado o Jogo das Estrelas do NBB 2014, ocorrido no último sábado (22) e transmitido ao vivo pela Rede Globo para todo o país. Entre os melhores estavam o técnico e o jogador da Associação Macaé de Basquete, Léo Costa e Pablo Espinoza.

Léo Costa foi o auxiliar técnico de Gustavo de Conti, do time NBB Mundo onde também atuou o ala/pivô Pablo Espinoza. Tudo sob os olhares de nomes históricos do basquete nacional, como Hortência, Janeth, Alessandra, Roseli e Helen, grupo que foi campeão mundial há 20 anos da maior conquista da história do esporte no Brasil, além do jogador Rogério Klafke, maior pontuador de todos os tempos em competições nacionais.

Iniciando com um clima descontraído, o primeiro quarto do jogo foi pura festa, tudo para animar as mais de oito mil pessoas que se fizeram presentes no Ginásio Paulo Sarasate, em Fortaleza (CE). Em uma disputa equilibrada, Espinoza entrou em quadra ainda no primeiro período, quando os times NBB Brasil e NBB Mundo se revezavam por várias vezes na liderança do placar, com uma pequena vantagem para os brasileiros no final do primeiro período: 36 a 30.

Logo no início do segundo quarto, Espinoza acertou um belo tiro de três pontos, diminuindo a diferença no placar para o NBB Mundo, além de fazer importantes assistências que levaram o time a se aproximar cada vez mais do rival, levando as equipes para o intervalo com apenas sete pontos de diferença, com 67 a 60.

No terceiro quarto o NBB Mundo teve uma rápida reação com seguidos arremessos de três pontos convertidos pelo trio Espinoza, Shamell e Laprovittola, virando o placar para os estrangeiros, conquistando 71 a 70 contra os brasileiros. Contudo, o NBB Brasil conseguiu finalizar o terceiro quarto com 100 a 91.

Mas foi no último quarto que Espinoza fez um dos mais marcantes passes do jogo: uma bela intercepção para a cesta do conterrâneo Laprovittola, que resultou em muitos elogios por parte dos jogadores que comentavam o jogo, Hortência e Vitor Benite e do narrador do jogo, o jornalista Tiago Leifert. Mas a vitória ficou mesmo com os brasileiros, que fecharam o placar com 126 a 116.

Em 16 minutos, Espinoza conseguiu realizar nove pontos, três arremessos de três pontos certos, quatro rebotes, duas assistências e um roubo de bola espetacular. Porém, o atleta garante que a experiência em todos os eventos do Jogo das Estrelas foi sua grande conquista. “Estar entre os melhores e ao mesmo tempo fazer o bem em nome de Macaé e do basquete, vale muito mais do que qualquer outro título. Estou muito feliz de ter participado desta grande festa”, declarou.

Auxiliando nas decisões do técnico De Conti, Léo Costa foi parabenizado pelos demais técnicos presentes e por dirigentes da Liga Nacional de Basquete (LNB), realizadora do evento, pelo trabalho inovador de colocar Macaé no circuito da elite do basquete do país. “Sinto-me muito orgulhoso de ser convocado para o Jogo das Estrelas e poder representar Macaé nesta grande festa do basquete nacional, juntamente com o Jamaal e o Espinoza. É a nossa primeira temporada no NBB e o basquete macaense já está sendo reconhecido nacionalmente pela sua qualidade e por ser um projeto sério com um futuro promissor”, disse.

“Receber elogios em nome de Macaé por parte dos dirigentes da LNB, treinadores e de toda a imprensa presente ao evento por causa do trabalho feito com o basquete é uma grande honra para todos da Associação. Tenho certeza que esse é apenas o começo e que o Macaé Basquete ainda trará muitas alegrias para a torcida e para a população macaense”, finalizou Léo Costa.

› FONTE: Associação Macaé de Basquete


sem comentários

Deixe o seu comentário