Macaé News
Cotação
RSS

Roteiros turísticos apresentam potencialidades de Macaé

Publicado em 11/03/2016 Editoria: Turismo 1 comentário Comente! Imprimir


Os funcionários da rede hoteleira são os principais orientadores dos turistas

Os funcionários da rede hoteleira são os principais orientadores dos turistas

Fomentar o turismo para movimentar a economia de Macaé foi o objetivo da Capacitação em Roteiros Turísticos de Macaé oferecida à rede hoteleira durante os meses de fevereiro e março. Cerca de 160 funcionários de 41 estabelecimentos, ligados à hotelaria, receberam a capacitação que faz parte de ações que visam minimizar os impactos da crise na cidade, apostando na diversificação econômica e no turismo. A cidade tem a segunda maior rede hoteleira do Estado do Rio, além de um variado setor gastronômico e muitas belezas naturais.

Os funcionários de 21 hotéis, 19 pousadas e uma agência de turismo, que lidam diretamente com os turistas - entre recepcionistas, camareiras e garçons -, foram orientados por turismólogas da Subsecretaria de Turismo. Elas apresentaram possíveis roteiros dos principais pontos turísticos da cidade como Arquipélago de Santana, Cachoeiras do Sana, Peito do Pombo, Parque Municipal Fazenda Atalaia, Fazenda Airis, além de opções para os amantes de esportes radicais como Rafiting no Rio Macaé.

Segundo o secretário Desenvolvimento Econômico, Tecnológico e Turismo, Vandré Guimarães, a capacitação é uma forma de orientar os funcionários para que sejam multiplicadores das informações sobre o que Macaé tem de melhor. “Das pessoas que receberam a capacitação, 90% não conheciam os pontos turísticos do município. Os funcionários da rede hoteleira são os principais orientadores dos turistas, é fundamental que conheçam os roteiros para que possam indicar e estimular a visitação dos hospedes”, destaca.

Para a gerente do Hotel Ibis, Linda Boocher, é de grande importância que os hóspedes conheçam o que a cidade tem a oferecer além do petróleo. “Em pouco tempo, Macaé mudou muito, temos que ter estratégias para acompanhar essas mudanças. Agora, nosso foco não pode ser somente na área petrolífera, mas também em alternativas turísticas”, frisa. 

› FONTE: Macaé News (www.macaenews.com.br)


1 comentário

Deixe o seu comentário