Macaé News
Cotação
RSS

Câmara cobra do Inea desassoreamento do Rio Macaé

Publicado em 02/03/2016 Editoria: Meio Ambiente sem comentários Comente! Imprimir


Quatro vereadores apresentaram, na sessão desta quarta-feira (2) da Câmara Municipal de Macaé, requerimento solicitando ao Instituto Estadual do Ambiente (Inea) o desassoreamento do Rio Macaé. A ação é pedida para o trecho entre a Boca da Barra e a ponte de Nova Holanda. A proposição, aprovada por unanimidade, é de autoria de Luciano Diniz (PT), Maxwell Vaz (SD), Jocimar Gomes de Oliveira (PMDB), o Boca, e Júlio César de Barros (PPL), o Julinho do Aeroporto.

“Essa demanda é do tempo que o vereador Maxwell foi secretário do Meio Ambiente, devido não só ao esgoto, mas também ao lixo jogado no local. Na época, foi feito um ponto de coleta de lixo, que ajudou a aliviar o problema”, disse Luciano. Segundo ele, com as trocas de direção no Inea, o desassoreamento parou de ser feito. “Queremos, agora, cobrar da nova direção que coloque novamente dragas flutuantes para limpar o local e, inclusive, a facilitar a passagem de embarcações”.

Maxwell lembrou do período referido pelo petista, quando o deputado estadual Carlos Minc (PT) era secretário estadual do Meio Ambiente. “Na ocasião, foi feito o desassoreamento do trecho na altura das Malvinas e Ilha Leocádia. O problema ali, hoje, é tão sério que às vezes é possível atravessar a pé, pela lama, até a ilha”, afirmou o vereador, acrescentando que o trecho recebe resíduos dos bairros Sol y Mar, Riviera e Visconde.

“Nós temos visto o esforço do governo municipal solicitando o desassoreamento ao Inea, mas o problema continua”, disse Nilton César Pereira (PROS), o Cesinha. Ele mencionou a construção de casas em lugares de assoreamento. “O órgão responsável terá que conversar com essas pessoas para retirá-las e desobstruir o local. Caso contrário, quando houver chuvas fortes, as águas vão cobrar a passagem”, alertou.

› FONTE: Ascom


sem comentários

Deixe o seu comentário