Macaé News
Cotação
RSS

Capacitação visa fomentar turismo de lazer em Macaé

Publicado em 04/02/2016 Editoria: Turismo sem comentários Comente! Imprimir


O gerente do Royal Macaé, Vinicius De Biase, aprovou a iniciativa e ressaltou que as ações podem sim gerar uma demanda para o hotel e, para a cidade.

O gerente do Royal Macaé, Vinicius De Biase, aprovou a iniciativa e ressaltou que as ações podem sim gerar uma demanda para o hotel e, para a cidade.

Com a segunda maior rede hoteleira do estado do Rio e um variado setor gastronômico, Macaé pretende driblar os tempos de crise apostando na diversificação da economia. Se por um lado o município é conhecido por sua força na área de negócios, principalmente no setor de petróleo, por outro, são as belezas naturais que atraem olhares admirados de quem visita a região. Nesta quarta-feira (03/02), turismólogas da subsecretaria de Turismo capacitaram funcionários do Royal Macaé Palace Hotel e forneceram folders e guias turísticos que serão distribuídos aos hóspedes.

Os fôlderes, composto por sugestão de roteiros, foram criados com apoio técnico da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Tecnológico e Turismo, por meio da subsecretaria de Turismo, e apresenta ações promovidas por agências de turismo da cidade. Segundo o subsecretário Leonardo Anderson, nesta nova etapa do projeto, a hotelaria foi envolvida com a capacitação daqueles que lidam diretamente com os turistas.

O subsecretário explica que a ação será constante, com o objetivo de criar um novo conceito, tanto para quem vem de fora, como para as pessoas que moram na cidade. "A partir de um reposicionamento, queremos mostrar que há diversas possibilidades de turismo de lazer em Macaé, que não é somente um destino de negócios", pontua.

Juliana Ribeiro, Aline César e Vânia Hatab são as turismólogas à frente da divulgação e capacitação nos hotéis. "É uma alternativa econômica para o município e estímulo para os hotéis. Assim que tivermos um feed back desse primeiro hotel, passaremos para outros", detalha Vânia César.

Aline explica que são nos hotéis que estão o alvo de trabalho e "a capacitação é para os recepcionistas que tem contato com esses clientes no dia a dia, com roteiro histórico e de aventura, como rafting", explica.  Já segundo Juliana, essa é uma forma de gerar demanda para o hotel e para a cidade. "Muitos que ficam hospedados podem gostar e prolongar a estada, ou retornar com a família em outra data, por exemplo".

O gerente do Royal Macaé, Vinicius De Biase, aprovou a iniciativa e ressaltou que as ações podem sim gerar uma demanda para o hotel e, para a cidade.

- No fim do ano, muitos ficaram hospedados, gostaram e prolongaram a estada. Percebemos que foi um público diferenciado, não de negócios, como estamos acostumados, que usou as dependências do hotel e aproveitou muito as praias. Alguns perguntaram sobre a região serrana. As ações das agências, com pacotes e transporte até esses locais, vão auxiliar nessa mudança de relacionamento, que vai focar no lazer - ressaltou o gerente.

› FONTE: ASCOM


sem comentários

Deixe o seu comentário