Macaé News
Cotação
RSS

Macaé vai abrir inscrições para Residência Médica

Publicado em 13/02/2014 Editoria: Saúde sem comentários Comente! Imprimir


Macaé conta agora com o Programa de Residência Médica em pediatria e clinica médica, sob responsabilidade da Secretaria de Saúde. Com essa iniciativa, a Secretaria de Saúde busca o aperfeiçoamento profissional dos médicos e também mais qualidade à assistência à comunidade. A pediatria, por exemplo, é uma das especialidades mais requisitadas em Macaé e na região, devido à escassez de médicos com formação nessa área.

O edital para o processo seletivo foi publicado ontem (dia 12) e está disponível no site da Prefeitura de Macaé. As inscrições vão de 27 de fevereiro a 7 de março. A previsão de início da residência é para o final de março. O programa irá oferecer seis vagas para clínica médica e cinco em pediatria.

O médico residente aprovado no processo seletivo atuará durante dois anos, sob supervisão, nas áreas de assistência da atenção primária, secundária e terciária, de nível ambulatorial, que compreende as Unidades Básicas de Saúde (UBS), e de Estratégia de Saúde da Família (ESF), além dos Centros de Especialidades. Já em nível hospitalar, o estágio será no Hospital Público Municipal HPM) e no Hospital São João Batista.

Os gestores da saúde destacam a vivência prática como principal benefício ao estudante que opta pelo programa. “Além de sair com o título de especialista, o aluno adquire a experiência profissional no dia a dia”, frisa o subsecretário de Saúde de Macaé, Michel Haddad.  

O médico residente receberá bolsa de estudos com valor a ser definido pelo Ministério da Educação (MEC). O programa respeitará o limite de 60 horas semanais, incluídas num máximo de 24 horas de plantão.

A aprovação de Macaé no Programa de Residência Médica se deu após auditoria do MEC. O parecer favorável foi anunciado no dia 19 de dezembro último. A Comissão de Residência Médica (Coreme) de Macaé informa que, para 2015, existe a previsão de ampliar a oferta de especialidades médicas para Saúde de Família, Cirurgia Geral e Obstetrícia, a depender da liberação do MEC.
 

› FONTE: Macaé News (www.macaenews.com.br)


sem comentários

Deixe o seu comentário