Macaé News
Cotação
RSS

Ações impulsionam agricultura familiar em Quissamã

Publicado em 12/02/2014 Editoria: Economia sem comentários Comente! Imprimir


Jaci Souza Andrade, avicultor, pretende investir também em hortaliças - Foto: Adilson dos Santos

Jaci Souza Andrade, avicultor, pretende investir também em hortaliças - Foto: Adilson dos Santos

Dando continuidade ao PNAE – Programa Nacional de Alimentação Escolar, que é uma assistência financeira suplementar advinda do Governo Federal, com vistas a garantir no mínimo uma refeição diária aos alunos no período em que se encontram na escola, Quissamã pretende impulsionar o programa que vem sendo gerido numa parceria entre as secretarias de Meio Ambiente, Agricultura e Pesca (SEMAP) e de Educação (SEMAD), que por meio do setor de Nutrição Escolar direciona o cardápio a ser praticado na merenda escolar.

O PNAE trata da compra dos produtos dos agricultores e empreendedores familiares. Em 2013 foram feitos 24 contratos distribuídos entre 19 produtores, o que movimentou um valor aproximado de R$133 mil e beneficou cerca de 4.500 alunos com 19 itens de produtos de qualidade e com filosofia orgânica, sem uso de agrotóxicos.

Para 2014, entre as metas da secretaria de Meio Ambiente, Agricultura e Pesca estão: a inclusão de novos agricultores que se encaixem no perfil do programa, ou seja, cuja mão de obra nas propriedades seja da própria família, estejam inscritos como agricultores familiares e possuam DAP (Declaração de Aptidão ao PRONAF emitida pela Emater, no caso de Quissamã) e ainda, que sigam o princípio da produção orgânica, uma vez que é para atender à merenda escolar. Além disso, a pretensão é incluir novos produtos como leite e ampliar de 25% para 40%, a compra destinada a hortifrutigranjeiros dos agricultores locais.

Para o bom funcionamento do programa, a secretaria de Meio Ambiente, Agricultura e Pesca orienta os produtores com técnicas de preparo do solo, adubação, irrigação, controle de pragas e doênças, planejamento de produção e distribuição de mudas. Para atender especificamente esta demanda de produção de mudas, o horto municipal está sendo totalmente reestruturado pois assim será possível beneficiar tanto os agricultores familiares quanto os demais cidadãos que tem o costume de realizar as hortas caseiras.

Daniel Chagas, técnico em agropecuária da SEMAP, integra a equipe da SEMAP junto com o engenheiro agrônomo Geraldo Lopes da Silva e o técnico em agropecuária Aloíso Padilha que atua junto aos produtores inseridos no PNAE. Eles acompanham de perto as boas perspectivas do trabalho junto aos produtores.

“A parceria com a Educação nos dá um respaldo muito bom e todo o contexto desse trabalho sinaliza que através desse projeto as propriedades ganharam sustentabilidade econômica, social e ambiental, trazendo qualidade de vida às famílias rurais”, destacou Daniel.

Jaci Souza Andrade é um dos produtores que participa do PNAE e recebe assistência da SEMAP e da Emater. Segundo ele, graças ao programa, ele conseguiu ampliar sua horta que hoje totaliza cerca de 4.000m². Nesta terça-feira (11), ele recebeu das mãos dos técnicos da secretaria, o projeto de irrigação para a área que em breve começa a produzir. Os investimentos com equipamentos e bombas são por conta dele.

“Agora vou poder produzir com mais regularidade e mais qualidade. Eu me sinto orgulhoso em fazer parte do programa porque através dele posso crescer. Quem não segurar essa chance não quer ver Quissamã crescer porque estamos tendo todo apoio, agora é força de vontade do produtor”, avaliou Jaci.

O agricultor familiar que já possui boa produção de ovos, pretende produzir alimentos como alface, couve, cenoura, beterraba, abóbora, quiabo, pimentão, cheio verde, batata doce, entre outros. Mas Jaci é cauteloso e aposta na tecnologia. Ele mantém na propriedade, um pluviômetro para registrar o índice de chuva. De acordo com suas medições, nos últimos três meses de 2013 choveu o equivalente a 419mm no local, e neste ano, a chuva caiu apenas no dia 05/01 alcançando o baixo registro de 8mm.

“Estamos aguardando Deus mandar água pra gente iniciar os trabalhos com o pé direito. Quero melhorar cada vez mais. Quem colhe na roça sabe o que tem, por isso vou investir porque quero oferecer produtos melhores”, declarou.

Entusiasmado com o trabalho junto aos produtores, o secretário Jorge da Penha explicou que as ações desenvolvidas pela SEMAP, voltadas para a agropecuária, tem sido realizadas em parceria com o homem do campo.

“O PNAE tem essa verba federal garantida por lei para atender a agricultura familiar e a merenda escolar. O sucesso e as oportunidades dadas aos produtores com esse recurso a mais, vem impulsionando a produção e garantindo o êxito do projeto. Isso tudo é fruto da parceria sólida com o produtor e a Emater, e representa bem o respeito e o compromisso que temos com a agropecuária quissamaense”, ressaltou Jorge da Penha.

Vale lembrar que, as pessoas que precisarem de atendimento ou produtores que desejarem se cadastrar nos programas da secretaria de Meio Ambiente, Agricultura e Pesca, podem se dirigir à sede que fica no Parque de Exposições Renato de Queirós Carneiro da Silva ou solicitar informações pelo telefone: (22) 2768-6879, das 7h às 11h30 e das 13h30 às 17h.

› FONTE: ASCOM PMQ


sem comentários

Deixe o seu comentário