Macaé News
Cotação
RSS

Projeto cultural incentiva a prática da leitura em Casimiro de Abreu

Publicado em 11/02/2014 Editoria: Cultura sem comentários Comente! Imprimir


Com a finalidade de democratizar o acesso à cultura, por meio do estímulo à leitura entre crianças e jovens, o município de Casimiro de Abreu recebe essa semana o projeto itinerante denominado “Mais leitura; Ler é o maior barato”, um convênio do Governo do Estado do Rio de Janeiro com a Secretaria Municipal de Educação. O estande do projeto está localizado na Praça Feliciano Sodré, em frente à Igreja Católica até sexta-feira, dia 14, das 9 às 18 horas.

No local as pessoas poderão adquirir livros de diferentes modalidades, como poesias, histórias infantis, romance, contos, ficção,entre outros, a preços populares, que variam de R$ 2 a R$ 4 reais. De acordo com o assistente de vendas do projeto, Leandro Borges, apenas nesta segunda-feira, dia 10, foram vendidos em Casimiro de Abreu 622 livros. "Isso projeta uma venda total de 1.500 exemplares até sexta-feira”, estimou ele.

O projeto começou há cerca de 1 ano e foi implantado inicialmente no Rio de Janeiro nas Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs). O objetivo é dar mais acesso à leitura a jovens e crianças de baixa renda que não possuem condições financeiras para adquirir livros. Para a subsecretária de Educação, Gracenir Oliveira, esse projeto é importante para aproximar a comunidade da cultura, despertando nela o prazer pela leitura. “Preços acessíveis proporcionam às pessoas a possibilidade de adquirir livros de temas variados, o que estimula ainda mais o gosto pela leitura.”, comentou a subsecretária. Somente em 2014 já foram contemplados pelo Mais Leitura seis município em todo o Estado.

HÁBITO DE LEITURA - Quem visitou o estande do projeto nesta segunda-feira, dia 10, foi o estudante do Centro Educacional Batista, Rodrigo Torres. Aos 7 anos, ele já tem o hábito da leitura. ”Ele está sempre lendo e isso, sem dúvida, colabora com o desenvolvimento dele em todos os sentidos”,afirmou o pai orgulhoso, o comerciante Rogério Berbert.
 

› FONTE: Macaé News (www.macaenews.com.br)


sem comentários

Deixe o seu comentário