Macaé News
Cotação
RSS

Câmara de Macaé homenageia 50 anos de carreira de Moadyr Victorino

Publicado em 17/07/2015 Editoria: Cultura sem comentários Comente! Imprimir


Aos 17 anos, Moadyr Victorino subiu ao palco pela primeira vez para encenar o “Diário de um fracassado”

Aos 17 anos, Moadyr Victorino subiu ao palco pela primeira vez para encenar o “Diário de um fracassado”

Comemorar meio século de carreira é uma marca que não poderia passar em branco. Para reconhecer este importante feito, a Câmara Municipal de Macaé concedeu Moção de Aplausos ao ator, produtor, diretor e autor Moadyr Victorino, na tarde da última quarta-feira (15), no gabinete do vereador Maxwell Vaz (Solidariedade), autor do requerimento para a honraria, que foi aprovada por unanimidade.

Aos 17 anos, Moadyr Victorino subiu ao palco pela primeira vez para encenar o “Diário de um fracassado”, obra que foi sucesso nos palcos do Cine Santa Izabel e Cine Atlântico, referências culturais da cidade, na década de 60.  Além de atuar, escreveu, produziu e dirigiu o espetáculo, iniciando uma carreira de sucesso.

- Ainda era adolescente e tudo muito novo, mas desde cedo tinha o palco e o público como verdadeiras paixões. Venho dedicando minha vida ao teatro e tive a oportunidade de crescer profissionalmente ao lado de importantes nomes da cultura. Sou muito grato pelo reconhecimento desta casa, afirmou o homenageado.

Durante o ato, Maxwell Vaz ressaltou os feitos de Moadyr. “Estamos ao lado de um artista macaense respeitado não somente na cidade, mas em todo estado. É um orgulho entregar esta homenagem e tenho a certeza de que ainda o veremos fazer muito pelo teatro”, afirmou o parlamentar.

A comemoração oficial dos 50 anos de carreira de Moadyr aconteceu no dia 6 de julho, no Teatro Municipal de Macaé, com diversas homenagens e apresentações, incluindo a bateria da escola de samba Beija-flor de Nilópolis. Mesmo com a expressiva marca alcançada, Moadyr não pensa em parar. Atualmente, trabalha na escolha de textos para dar início a um novo espetáculo.

› FONTE: ASCOM


sem comentários

Deixe o seu comentário