Macaé News
Cotação
RSS

Karatecas da região se preparam para competição em Minas

Publicado em 07/02/2014 Editoria: Esporte sem comentários Comente! Imprimir


Apesar do foco no brasileiro, atletas da região pretendem conquistar bons resultados em Minas

Apesar do foco no brasileiro, atletas da região pretendem conquistar bons resultados em Minas

Disputa vai servir para que atletas de Rio das Ostras e Macaé ganhem ritmo para o brasileiro

O foco dos karatecas da região é o Campeonato Brasileiro da catego­ria, mas a preparação para ganhar ritmo para esta com­petição, que só acontece maio, já começou. E, na próxima semana, eles vão poder avaliar como an­dam os treinos durante a Copa Brasil de Karatê, que será realiza­da em Pouso Alegre (MG). Entre os competidores estarão atletas de Macaé e Rio das Ostras, que treinam forte para conseguir bons resultados.

Durante os dias de disputa em terras mineiras, os competidores estarão divididos nas categorias: Individual, Open e Equipe. Na luta por uma boa posição está João Por­to. O atleta começou a lutar há 12 anos incentivado pelo pai. Desde então já foi campeão regional cin­co vezes e ganhou título estadual e brasileiro. “Nossa preparação física e tática está voltada para o Campe­onato Brasileiro, mas esperamos um bom desempenho já na próxi­ma semana”.

Também marcará presença, o atleta Darlan Aranha, que pratica karatê desde 2001. Ele já conquis­tou um título brasileiro, em 2006; e, no currículo ainda estão os vice­-campeonatos no estadual e regio­nal, bem como um terceiro lugar nos Jogos Regionais de São Paulo. “Durante a preparação, treino em Macaé, na academia Aqua Flex, que me cedeu o espaço. Vou tam­bém a Rio das Ostras. A dedicação é de terça à domingo. Tudo para ganhar um bom ritmo para entrar bem no brasileiro”.

Mas, este é só o primeiro desa­fio da agenda dos atletas. Em abril, as atenções vão se voltar para a seletiva da Região dos Lagos que acontecerá em Cabo Frio, onde os primeiros colocados em suas cate­gorias vão compor a seleção cario­ca. Em seguida, no final do mês, tem o Arnald Classic, no Rio de Ja­neiro. Em maio é a vez de entrar no tatame para lutar na primeira fase do Campeo­nato Brasileiro, em Salvador. Os melho­res vão para Brasília, em setembro, lutar pelo título. Para fechar o ano, em outubro, acontecerá a primeira fase do Campeonato Estadual de Karatê, em Rio das Ostras, e, depois, os quatro melhores em cada cate­goria participam da final em novembro.

Entretanto, para participar de todas estas competições é preciso de financia­mento e apoio, principalmente, por cau­sa dos valores das passagens e estadias. “Precisamos desse apoio para continuar a disputar”, disse João Porto, reafirman­do que a dedicação dos atletas é diária e, que por isso, as boas colocações sempre são conquistadas. “Para treinar consegui um espaço na Academia Objetiva, que tem uma das melhores estruturas para o nosso esporte aqui na região”.

ASSOCIAÇÃO

Está enganado quem pensa que o esporte aqui na região é pouco praticado ou começou a ganhar adeptos recentemente. É de Macaé o diretor técnico da Região dos Lagos da Federação do Rio de Janeiro, João Henrique. Ele é também o técnico de karatecas surdos de todo o Brasil. Aliás, é com esse trabalho que ele levou para Bulgária, um de seus atletas que se classificou entre os melhores do mundo. Toda essa experiência se acumulou durante 11 anos trabalhando com o karatê. O traba­lho faz com que ele esteja à frente da Associação Kimekan de Karatê, que já existe há 15 anos em Macaé, e reúne cerca de 250 adeptos. “Sempre deixo bem claro que não estou preocupado em formar campeões, quero formar cidadãos com caráter, consciência e humildade. Acredito muito no que fazemos”.

Henrique reconhece que ainda são poucas as empresas que colaboram para a continuidade das participações dos atletas nas competições. “Já deixamos de par­ticipar de várias por falta de verba. Por isso, procuramos dar um direcionamento para as competições mais importantes, como estamos fazendo com o brasileiro”.

Os empresários que queiram colaborar com a equipe devem entrar em conta­to pela comunidade no facebook (Kimekan) ou entrar em contato pelos telefones 99945-2848 e 99963-8037.

› FONTE: RJ NEws


sem comentários

Deixe o seu comentário