Macaé News
Cotação
RSS

Comunidades se preparam para receber turistas nas Olimpíadas

Publicado em 12/05/2015 Editoria: Segurança sem comentários Comente! Imprimir


Comunidades pacificadas como Babilônia, no Leme, Vidigal e Cantagalo, em Copacabana, já se preparam para receber os turistas que estarão no Rio de Janeiro para as Olimpíadas de 2016. Donos de albergues e pousadas têm investido em seus estabelecimentos, modernizando os espaços e aumentando o conforto para o hóspede. Para atrair a clientela durante o grande evento internacional, os empreendedores prepararam também pacotes turísticos e passeios pelas áreas com UPPs (Unidades de Polícia Pacificadora).

Visitas a restaurantes com comida caseira, passeios de mototáxi pelas vielas dos morros e em trilhas e mirantes estão entre os atrativos oferecidos. É o caso do Babilônia Rio Hostel, onde os donos do empreendimento, inaugurado em 2014, se associaram ao Faveliving, agência criada por moradores da comunidade, em uma parceria que já está gerando emprego e renda para quem vive na favela do Leme. Com quartos coletivos e suítes privativas, a hospedaria também se tornará sustentável até os Jogos Olímpicos.

Aproximação com a cultura local

- Muitos turistas buscam as comunidades porque querem conhecer como as pessoas vivem, além de preferirem estar em um ambiente mais simples, porque acreditam que só assim podem vivenciar a cultura de uma cidade. Para agradar ainda mais o público, pretendemos colocar energia solar e já estamos nos preparando para começar a usar a água da chuva por conta da consciência ambiental e redução de custos - disse um dos responsáveis pelo estabelecimento, Eduardo Figueiredo.

Em busca de novas experiências, o francês Frédéric Kristiansson decidiu ficar seis meses no Rio. O estrangeiro escolheu o Morro da Babilônia para se hospedar. Seu objetivo era vivenciar a cultura do carioca.

- Aqui posso conhecer melhor a cultura do morro. Estou adorando. O hostel é muito bom, com profissionais excelentes - afirmou Frédéric.

Segundo a Associação de Cama e Café e Albergues do Estado do Rio de Janeiro, a comunidade da Babilônia tem cerca de 25 estabelecimentos.

› FONTE: Macaé News (www.macaenews.com.br)


sem comentários

Deixe o seu comentário