Macaé News
Cotação
RSS

Palácio Tiradentes recebe maior festival de harpas do mundo

Publicado em 08/05/2015 Editoria: Cultura sem comentários Comente! Imprimir


Harpista da Orquestra Sinfônica de Berlim, a alemã Ronith Mues se apresentou nesta quinta-feira (07/05) para um público de 200 pessoas no salão nobre do Palácio Tiradentes. O concerto abriu o aniversário de dez anos do Rio Harp Festival – maior festival de harpas do mundo – e também comemora os 89 anos do Palácio. É a primeira vez que a sede da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) abriga parte do festival, com apresentações gratuitas também nos dias 28 de maio e 2 de junho. (Confira um vídeo e mais fotos no nosso Instagram)

O concerto faz parte do projeto Música no Museu, que tem o apoio do Departamento de Cultura da Alerj. Presidente da Casa, o deputado Jorge Picciani (PMDB) disse que o evento contribui para ratificar o Palácio Tiradentes dentro do corredor cultural do Centro do Rio. “Aqui tem que ser um museu vivo, com atividades políticas, espaço de diálogo com a população e também um lugar de cultura. Esse festival traz a música, que, com sua alegria, humaniza, fortalece as pessoas e contribui para a história do nosso palácio e o seu momento de valorização do centro da cidade como pólo de cultura”, disse Picciani.

Em entrevista, Ronith Mues disse que a atenção do público e a arquitetura do salão nobre enriqueceram a apresentação. “Eu me senti honrada com esse espaço. A acústica, por causa do formato das paredes, e o chão da madeira abrilhantaram a música, sem contar o silêncio do público. Foi lindo!”, conta a professora de harpa da Escola Superior de Música “Hanns Eisler”, em Berlim.

Inserção social
Segundo o diretor do projeto Música no Museu, Sérgio da Costa e Silva, a novidade da 10ª edição do Rio Harp Festival é a apresentação de orquestras de comunidades carentes, tendo grandes harpistas como solistas. “Crianças e jovens que estão tendo a inserção social através da música terão esse entrosamento com os harpistas, que terão a experiência de conhecer esse trabalho social”, explica o diretor.

Ao todo, o Rio Harp Festival terá 150 concertos até o dia 30 de junho no Rio, em São Paulo, Minas Gerais e no Nordeste, além de Madri, Espanha, Lisboa e Porto, em Portugal.

› FONTE: Macaé News (www.macaenews.com.br)


sem comentários

Deixe o seu comentário