Macaé News
Cotação
RSS

Policiais receberão bônus por redução de criminalidade

Publicado em 07/05/2015 Editoria: Segurança sem comentários Comente! Imprimir


O Governo do Estado premiará 6.439 policiais militares e civis com bonificações por terem cumprido metas de redução da criminalidade. As gratificações variam de R$ 4,5 mil a R$ 13,5 mil, e os valores beneficiarão 5.441 PMs e 998 policiais civis no dia 12 deste mês, data da cerimônia no Teatro João Caetano, no centro do Rio. A premiação faz parte do Sistema de Metas e Acompanhamento de Resultados (SIM) da Secretaria de Segurança e, no total, o Estado pagará R$ 61 milhões em bônus.

Criado em 2009, o SIM visa incentivar ações integradas de prevenção e controle qualificado do crime e estabelecer as metas para a redução da incidência dos Indicadores Estratégicos de Criminalidade (Letalidade Violenta, roubos de veículos e de rua). Além disso, a iniciativa contribui para aprimorar o processo de integração institucional das polícias.

– A premiação é o coroamento de um ciclo no qual se solicita aos policiais um empenho adicional na redução dos

indicadores de criminalidade. As unidades que cumprem estas metas são reconhecidas em uma cerimônia que honra a meritocracia – afirmou o subsecretário de Integração e Planejamento Operacional da Secretaria de Segurança, Roberto Sá.

Campeões nas conquistas das metas, policiais lotados nos batalhões, nas UPPs e delegacias localizadas nas Áreas

Integradas de Segurança Pública (AISPs) de Botafogo e Flamengo, Itaperuna, Resende e Paraíba do Sul ficaram em
primeiro lugar na avaliação por produtividade e serão premiados com R$ 13,5 mil.

As AISPs da Ilha do Governador, de Copacabana, de Volta Redonda e da Barra da Tijuca também atingiram os  resultados estabelecidos. Policiais lotados na Ilha ganharão prêmio de R$ 5.334. Em Copacabana, o bônus será de R$ 5.005. Em Volta Redonda, de R$ 5.316, e na Barra da Tijuca, R$ 4.950.

Policiais do Núcleo de Pesquisa em Justiça Criminal e Segurança Pública (Nupesp) receberão R$ 4,5 mil. Terão direito aos prêmios, os agentes lotados nas unidades das áreas vencedoras por pelo menos 90 dias no 2º semestre de 2014.

Especializadas também são beneficiadas A Corregedoria Interna da Civil e o Regimento de Polícia Montada da PM foram os primeiros colocados entre as especializadas. Os policiais dessas unidades receberão R$ 13,5 mil. A delegacia de Repressão a Crimes de Informática e o Batalhão de Ações com Cães ficaram em segundo lugar, com R$ 9 mil. A Divisão de Fiscalização de Armas e Explosivos e o Grupamento Aeromóvel estão em terceiro, com R$ 6.750.

Reforço no policiamento ajuda a atingir metas de segurança

O 2° Batalhão de Polícia Militar, em Botafogo, integrante da 2ª AISP, foi uma das unidades a alcançar o topo das metas de redução de criminalidade. A premiação é resultado de um planejamento para combater os delitos mais frequentes das regiões atendidas pelo BPM. O Comando aumentou as áreas de patrulhamento e coletou informações junto à Polícia Civil.

- É um orgulho para o batalhão ter conseguido bater as metas de redução de criminalidade, que é resultado do esforço cotidiano e da dedicação dos policiais - disse o atual subcomandante do batalhão, tenente-coronel Mário José Barbosa.

Há quatro meses no comando do 29°BPM, em Itaperuna, o tenente-coronel Sylvio Guerra, afirmou que o sucesso no combate à criminalidade foi reflexo da integração entre os policiais da unidade. O trabalho foi desenvolvido pelo comandante anterior do batalhão, o tenente coronel Marcelo Freiman.

- O BPM intensificou o patrulhamento nas rodovias para coibir roubo de cargas e de veículos, além de aumentar o policiamento nas áreas mais movimentadas e que apresentam os maiores índices de delitos. Pretendo continuar com o trabalho de alto nível - afirmou o comandante.

Análise da incidência criminal

Os agentes do 38º BPM, da cidade de Paraíba do Sul, também conquistaram o prêmio máximo da avaliação. Entre as medidas tomadas pela unidade para obter o resultado bem-sucedido está o acompanhamento diário da incidência criminal nas áreas atendidas pelo batalhão. Com a ação, a unidade da PM conseguiu coibir delitos como roubo a transeuntes.

A parceria com a Polícia Civil e a população ajudou o 37° BPM, no município de Resende, a chegar à primeira colocação. Os policiais estudaram as ocorrências criminais, analisando os indicadores e tomando as medidas específicas para resolver os problemas de segurança de cada região.

› FONTE: Agência Rio


sem comentários

Deixe o seu comentário