Macaé News
Cotação
RSS

Campanha de conscientização sobre Hanseníase é realizada na Praça Washington Luiz em Macaé

Publicado em 04/02/2014 Editoria: Macaé sem comentários Comente! Imprimir


Conscientizar que a Hanseníase é uma doença transmissível, pode atingir adultos e crianças e tem tratamento. Esse foi o objetivo da campanha realizada pela Prefeitura nesta terça-feira (04), na Praça Washington Luiz. Foram distribuídos folders e foi feita uma apresentação teatral com o grupo Grutas. Um casal foi encaminhado para tratamento no Centro de Saúde Dr. Jorge Caldas. 

O evento também teve a proposta de lembrar o Dia Mundial de Combate a Hanseníase, comemorado em 31 de janeiro. De acordo com informações da coordenação do programa, o tratamento pode ser encontrado no Centro de Saúde Dr. Jorge Caldas e no Programa da Saúde da Família (PSF) do Campo d´Oeste. A intenção é que o atendimento seja ampliado para as Unidades Básicas de Saúde (UBS) de todo município. 

A Hanseníase, muitas vezes, pode ser confundida com uma micose persistente ou simples irritação na pele. Para diagnosticar se a pessoa possui mesmo a doença, é necessário coletar o líquido retirado da orelha. Outra forma é através do exame neural.  

A doença é transmitida por meio das vias respiratórias, como tosse e espirro, principalmente se o paciente ainda não recebeu tratamento medicamentoso. A Hanseníase não é transmitida por abraços, aperto de mão e carinho.  

O tratamento é simples, feito nos serviços de saúde e pode ter a duração de seis a 12 meses, se seguido corretamente. Os comprimidos estão disponíveis no Centro de Saúde Dr. Jorge Caldas e devem ser tomados, todos os dias, em casa. É aconselhável a prática de exercícios físicos, para prevenir as incapacidades e deformidades físicas.  

A dona de casa Roseli Silva, que estava passando pela Praça Washington Luiz, aproveitou a oportunidade para ver a apresentação sobre a Hanseníase. “Sabia que existia a doença, mas não tinha conhecimento de que era transmissível. Gostei muito da apresentação, pois esclareceu algumas dúvidas que tinha”, disse.  

O inspetor de qualidade, Roberto Gonçalves, elogiou a iniciativa. "É muito importante, pois muitas pessoas desconhecem que a doença existe e não sabem que possui tratamento", pontuou.    

Quem tiver dúvidas sobre o Programa de Combate a Hanseníase em Macaé pode procurar o Centro de Saúde Dr. Jorge Caldas, de segunda à sexta-feira, de 8h às 17h.

› FONTE: Macaé News (www.macaenews.com.br)


sem comentários

Deixe o seu comentário