Macaé News
Cotação
RSS

Decea avaliará viabilidade técnica de aeroporto em Nova Friburgo

Publicado em 03/02/2014 Editoria: Economia sem comentários Comente! Imprimir


Rogério Cabral com o ministro da Secretaria de Aviação Civil, Moreira Franco.

Rogério Cabral com o ministro da Secretaria de Aviação Civil, Moreira Franco.

Nova Friburgo - região serrana fluminense- foi uma das 270 cidades brasileiras escolhidas pelo governo federal incluídas no Programa Nacional de Aviação Civil para receber um aeroporto de pequeno ou médio porte. A viabilidade do empreendimento, entretanto, depende de uma avaliação técnica devido à topografia acidentada do município. A questão, inclusive, foi discutida no Rio de Janeiro, numa audiência do prefeito Rogério Cabral com o ministro da Secretaria de Aviação Civil, Moreira Franco.

“Lógico que queremos o aeroporto, mas estamos tratando o assunto com muita cautela. Antes de tudo precisamos saber se existe a viabilidade técnica para que ele seja construído. O ministro Moreira Franco determinou que o Decea (Departamento de Controle do Espaço Aéreo) realize este estudo imediatamente”, disse o prefeito Rogério Cabral após o encontro.

Durante o encontro, o prefeito destacou a importância econômica do aeroporto regional que atenderia uma demanda turística e empresarial da Região Serrana. A única área disponível para a construção fica no Terceiro Distrito, próximo à Ceasa de Conquista, próximo à região onde estão previstos a instalação do Condomínio Industrial, Centro de  Convenções e Parque de Exposições de Nova Friburgo. Caso o estudo de viabilidade técnica seja aprovado, o aeroporto poderá receber uma pista de pouso e decolagem de até 1,4 mil quilômetros com capacidade de receber aeronaves de médio porte.

O prefeito entregou ao ministro da Secretaria de Aviação Civil e representantes do Banco do Brasil, além da Secretaria Estadual de Transporte, documentos no qual destaca o interesse do município em receber o aeroporto. “Tudo irá depender da viabilidade técnica. Queremos saber de uma vez por todas se é viável ou não”, frisou.

O secretário municipal da Casa Civil e de Projetos Especiais, Edson Lisboa, e o presidente da Fundação D. João VI, Alexandre Meinhardt, acompanharam o prefeito na reunião no Rio de Janeiro.

MS

› FONTE: Macaé News (www.macaenews.com.br)


sem comentários

Deixe o seu comentário