Macaé News
Cotação
RSS

Presidente do Goytacaz pede renúncia em meio a grave crise financeira

Publicado em 24/03/2015 Editoria: Norte Fluminense sem comentários Comente! Imprimir


Márcio Rocha disse que clube está com salários de jogadores e funcionários atrasados.( Ururau / Carlos Grevi)

Márcio Rocha disse que clube está com salários de jogadores e funcionários atrasados.( Ururau / Carlos Grevi)

O presidente do Goytacaz, Márcio Rocha, anunciou que pediu renúncia do cargo nesta segunda-feira (23/03). O pedido foi protocolado no último dia 16 de março, mas o clube divulgou somente nesta segunda-feira a convocação de uma reunião do Conselho Deliberativo para tratar do assunto, na sexta-feira (27/03). Oficialmente, a renúncia só será homologada na assembleia. O vice-presidente de finanças, Daniel Machado, que retornou ao clube a convite de Márcio Rocha, também está de saída.

De acordo com Márcio Rocha, o Goytacaz está devendo os salários dos jogadores e funcionários há dois meses e as dívidas estão se acumulando. “Os recursos chegaram, mas foram poucos. Não só os jogadores, mas os funcionários do clube também estão com salários atrasados. A folha de janeiro foi paga em março. Talvez minha pessoa esteja atrapalhando, então vou sair”, declarou.

O time da Rua do Gás esteve ameaçado de não participar da Série B do Campeonato Estadual, mas selou um acordo com o secretário de Governo de Campos, Anthony Garotinho, que garantiu Goytacaz e Americano na competição.

Márcio Rocha assumiu a presidência do alvianil no dia 23 de novembro de 2014, ocupando o lugar de Robson Barreto, que também renunciou ao cargo. A crise no Goytacaz se estendeu aos gramados, e a equipe ainda não venceu em três rodadas na Série B. Foram dois empates e uma derrota, que derrubaram o técnico André Pimpolho, no domingo (22/03), após ficar no 1 a 1 com o Olaria, em casa.

Com a decisão pela saída de mais um da chapa eleita em agosto de 2013 e que iria até 2016, uma nova eleição deverá ser convocada pelo Conselho Deliberativo, em um prazo de no mínimo de 40 dias. Até lá o clube deve ser administrado pelo presidente do Conselho, Márcio Danilo. 

› FONTE: Macaé News (www.macaenews.com.br)


sem comentários

Deixe o seu comentário

Digite as palavras abaixo: