Macaé News
Cotação
RSS

Rodrigo Sant’anna neste sábado e domingo no Trianon em Campos

Publicado em 24/03/2015 Editoria: Cultura sem comentários Comente! Imprimir


Sábado (28), às 21h, e no domingo (29), às 20 no Trianon

Sábado (28), às 21h, e no domingo (29), às 20 no Trianon

Considerado um dos grandes humoristas da nova geração, o ator Rodrigo Sant’anna será a atração deste final de semana, no Teatro Municipal Trianon, com a comédia “Lotação Quase Esgotada”. As apresentações acontecem neste sábado (28), às 21h, e no domingo (29), às 20h. Os ingressos custam R$ 70,00 (inteira) e R$ 35,00 (meia). O espetáculo tem classificação 12 anos. O evento tem o apoio da Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima.

A peça é uma adaptação a quatro mãos, de Moacyr Góes e Rodrigo Sant’anna, sobre “Fully Committed”, peça da dramaturga, atriz e produtora de TV norte-americana, Becky Mode, montada na Broadway e que vem fazendo sucesso mundo afora.

Com direção de Moacyr Góes, a trama apresenta o dia de um atendente de telefone de um concorrido restaurante da moda, que recebe as mais variadas celebridades do mundo das artes, da moda, da política e até mesmo da contravenção. Eles fazem de tudo por uma mesa naquele que parece ser o lugar mais importante do mundo.

Sozinho em cena, num ritmo frenético, Rodrigo dá voz a 23 personagens diferentes, desde os descolados produtores de moda paulistanos até o bicheiro carioca, passando pelas socialites impacientes, pelos assoberbados homens de negócios, e até mesmo pelos próprios funcionários do restaurante, inclusive seu grosseiro patrão.

O pobre atendente, enrascado entre dezenas de aparelhos telefônicos, é um jovem ator, que, como muitos colegas seus, precisa se empregar num ofício completamente distante do almejado, para garantir algum no fim do mês.

Ao desfilar o comportamento ridículo e os absurdos cometidos por estes personagens – facilmente reconhecíveis – em nome de uma mesa no lugar da moda, a peça se revela um painel da pequenez humana, de onde emergem as vaidades, o autoritarismo, a futilidade, o egocentrismo exacerbado.

› FONTE: Ascom


sem comentários

Deixe o seu comentário