Macaé News
Cotação
RSS

Macaé entra no circuito do Clube de Leitura

Publicado em 13/03/2015 Editoria: Cultura sem comentários Comente! Imprimir


Companhia das Letras disponibiliza mais de quatro mil títulos

Companhia das Letras disponibiliza mais de quatro mil títulos

Macaé vai entrar no circuito do Programa de Clubes de Leitura promovido pela editora Companhia das Letras, a partir do mês de março. O encontro entre os leitores macaenses recebe o apoio da Fundação Macaé de Cultura e será realizado na Biblioteca Municipal Dr. Télio Barreto, dia 26, das 16h45 às 17h45. O debate irá discorrer sobre o livro ‘Diário da queda’, de Michel Laub, com mediação de Thiago Luz Krauspenhar. Em Macaé, o livro está à venda na Livraria Nobel, localizada no Shopping Plaza Macaé (Linha Verde). Outra opção é comprar pela internet.
 
O clube de leitura tem a função de se firmar como um espaço de encontro, reflexão, pertencimento e consolidação dos grupos na sustentação e incentivo, para que cada leitor possa traçar e construir o seu próprio percurso nos diversos mundos da leitura, seja ela literária ou técnica, obrigatória ou voluntária. Os clubes de leitura estão afinados com os ideais de democratização.
 
As telas do artista plástico Nicolas Frederico Petri poderão ser vistas no Museu Casa de Casimiro de Abreu, em Barra de São João, a partir de segunda-feira, dia 16. Intitulada “O último desafiante está no espelho”, a exposição exibirá as telas realistas criadas nos últimos anos pelo artista de nacionalidade alemã.
 
Filho de um restaurador italiano e de uma professora alemã, Nicolas afirma que nunca fez curso ou workshop relacionado à pintura, mas, credita sua trajetória artística ao ambiente na casa onde foi criado, onde a arte esteve muito presente. “Sempre tive contato com museus, livros, pintores e obras. Desde os três anos já pintava com as aquarelas da minha mãe”, comentou.
 
Com um estúdio sediado em Vila Nova, distrito de Barra de São João, Nicolas tem como inspirações, trabalhos de pintores como Tolouse Lautrec, Salvador Dali, Amedeo Modigliani e Caravaggio. O artista que viajou por diversos países da África, Estados Unidos, Argentina, Paraguai e Bolívia, conta que a influência da sua arte vem também das pessoas, da alma humana e das suas histórias. “Trabalho com realismo e elementos abstratos e simbolismos religiosos, não só cristãos, tenho muita influência hindu, tântrico e ateu”, diz.
 
A exposição permanece no espaço até o dia 16 de abril. O Museu Casa de Casimiro de Abreu fica na rua Bernardo Gomes s/nº, na Beira Rio. Mais informações pelo telefone 2774-5293.zação de conhecimento, uma vez que os debates coletivos permitem a troca de ideias, interpretações e informações entre os leitores.
 
Este espaço de socialização dos sentidos da leitura e da interação com as interpretações do outro, tem trazido crianças, jovens e adultos para uma experiência estética transformadora. Tanto a leitura mensal como o encontro com outros leitores estimulam novos significados de ações cotidianas e possibilitam a conquista progressiva de protagonismo e autonomia dos participantes, estruturas fundamentais para a formação cidadã. A Companhia das Letras disponibiliza mais de quatro mil títulos.
 
Na Companhia das Letras o Programa de Clubes de Leitura começou em meados de 2010, inspirado inicialmente nas experiências norte-americana e inglesa, com as quais se teve contato mais estreito a partir da parceria firmada entre a Editora Schwarcz e a Penguin, naquele mesmo ano. O desenvolvimento desta ação é do Núcleo de Incentivo à Leitura do departamento de Educação da Companhia das Letras.
 
Atualmente são 60 clubes de leitura se reunindo uma vez por mês, em 15 cidades brasileiras (São Paulo, Santo André, Santana do Parnaíba, Jundiaí, Cotia, Campinas, Rio de Janeiro, Brasília, Porto Alegre, Florianópolis, Recife, Maringá, Fortaleza, São Luís e Belém), com uma média de 15 a 20 pessoas em cada um deles. O núcleo macaense fica localizado na Rua Dr. Télio Barreto, 420, Centro.

› FONTE: RJ News


sem comentários

Deixe o seu comentário