Macaé News
Cotação
RSS

Casimiro de Abreu e ANTT discutem obra de duplicação da BR-101

Publicado em 31/01/2014 Editoria: Geral sem comentários Comente! Imprimir


A Prefeitura de Casimiro de Abreu - região da Baixada Litorânea do estado do Rio - em parceria com a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), realizará uma Audiência Pública de apresentação dos projetos das interseções previstas nas obras de duplicação da Rodovia BR-101 no município de Casimiro de Abreu. O evento acontece na próxima quinta-feira (6), no Pavilhão de Esportes, na Praça Feliciano Sodré, às 16h.

Depois de muitos impasses e necessidade de novos estudos técnicos de avaliação sobre o impacto e custo-benefício da obra, o prefeito Antônio Marcos e sua equipe de governo conseguiu obter uma importante conquista para os munícipes sobre a alteração do projeto de duplicação da BR-101. No último mês de novembro, em reunião na sede da ANTT, no Rio de Janeiro, ficou acordado a construção de mais cinco retornos no trecho que compete ao município de Casimiro de Abreu.

Serão acrescido no projeto original um retorno em desnível no quilômetro 194,1 (antes da praça de pedágio), que vai atender os moradores do distrito de Professor Souza, um retorno em desnível no quilômetro 204,1, um trevo em desnível no quilômetro 205,8 (perímetro urbano), um retorno em nível no quilômetro 208,2, que atende a comunidade do Banana Passa, e um retorno em desnível no quilômetro 213,4, próximo a entrada de Aldeia Velha.

“Desde que tomamos conhecimento do projeto inúmeros ofícios e várias reuniões com a concessionária Autopista Fluminense e a ANTT foram agendados. As adequações que foram propostas atendem perfeitamente as necessidades de nossa população. Um retorno será construído próximo da área onde será implantada a Zona Especial de Negócios e o Parque de Exposição já existente. As comunidades do Banana Passa e de Aldeia Velha também foram contempladas”, disse Antônio Marcos.

Todas estas solicitações serão atendidas e incluídas no Programa de Exploração da Rodovia (PER). “Quero ressaltar o empenho de toda equipe de governo e do Poder Legislativo, que caminhou junto com o Executivo neste processo árduo de discussão. Todos saíram ganhando em um objetivo único, o beneficio da população”, disse Antônio Macos.

O projeto original previa apenas a construção de dois retornos, um no quilômetro 190, em Rio Dourado e outro no perímetro urbano da cidade. “Não queríamos que os cidadãos casimirenses arcassem com o ônus, tal como aconteceu com a praça de pedágio. Isto dificultou o direito de ir e vir dos moradores dentro do próprio município”, concluiu o prefeito.

MS

› FONTE: Macaé News (www.macaenews.com.br)


sem comentários

Deixe o seu comentário