Macaé News
Cotação
RSS

Guarda Ambiental simula combate a incêndios florestais

Publicado em 29/01/2014 Editoria: Meio Ambiente sem comentários Comente! Imprimir


A Guarda Ambiental realizou, na manhã desta quarta-feira (29), um simulado com a finalidade de treinar estratégias para o combate de incêndios florestais da região. O treinamento aconteceu na sede da corporação, que funciona na fazenda da Pesagro, bairro do Horto.

O mês de janeiro de 2014 começou atípico para a Guarda Ambiental de Macaé. Simulações contínuas que começariam em maio foram antecipadas. Nessa época não é comum incêndios em matas devido ao calor, pois a umidade do ar é alta. De janeiro a março de 2013, apenas três atendimentos foram solicitados. Neste primeiro mês do ano, 13 incêndios já foram combatidos pela equipe, sendo dois na região serrana, e 11 na região urbana.   

Na tarde de terça-feira (28), na Fazenda Pau Ferro, localizada na Rodovia RJ-168, a equipe da Guarda Ambiental, vinculada à secretaria de Ordem Pública, foi chamada para combater outro foco de incêndio. 

- O foco de incêndio é na época da seca, nos meses de maio a julho.  Por não estarmos nessa época, concluímos que as principais causas dos incêndios nesse período são a caça de animais, como a preás - os caçadores jogam fogo pra espantá-los- e a queimada de lixo na vegetação, como os focos de incêndio na Linha Azul -, disse o comandante da Guarda Ambiental, Madson Nazareno.  

O comandante  fez um alerta para a população  

- Alertamos a população para não tomar nenhuma atitude que provoque pontos de incêndios, pois além de prejudicar a fauna e flora, eles causam acidentes em rodovias. A fumaça prejudica o trânsito, atrapalhando a visão dos motoristas, e também geram problemas respiratórios, esclareceu o comandante da Guarda Ambiental.  

Colocar fogo em lixo é proibido, mesmo que seja no quintal da própria residência. Queimadas em residências vizinhas, mesmo sendo de folhas, devem ser denunciadas à Secretaria de Ambiente. Sendo em matas, a população deve fazer o contato direto com a Guarda Ambiental.  

De acordo com a Lei Ambiental 9605, no artigo 41, provocar incêndio em mata ou floresta acarreta pena de reclusão e multa. Sendo culposo de seis meses a um ano. E doloso de seis meses a quatro anos.  

A equipe de combate à queimadas e incêndios entra em ação indo primeiro em locais de intensidade da fumaça. Após percorrer toda a área, eles fazem a revisão em busca de algum foco perdido.

A Guarda Ambiental conta com 44 homens e mantém parceria com o Corpo de Bombeiros. A maioria dos casos atendidos pela Guarda Ambiental é através das denúncias.  

Para denunciar queimadas e incêndios, ligue para (22) 99701-9770

› FONTE: Macaé News (www.macaenews.com.br)


sem comentários

Deixe o seu comentário