Macaé News
Cotação
RSS

Ações de conscientização no litoral do município de SJB

Publicado em 09/02/2015 Editoria: Meio Ambiente sem comentários Comente! Imprimir


Diferentes setores da administração pública alertam e conscientizam moradores e visitantes

Ações da administração municipal de São João da Barra são desenvolvidas neste período de verão visando sensibilizar frequentadores no que diz respeito à conservação da limpeza nas praias, respeito à lei que proíbe a circulação de veículos na faixa de areia e cuidados relacionados aos perigos de afogamento. O trabalho envolve - cada uma em suas atribuições - as secretarias de Meio Ambiente, Transportes e Trânsito, Guarda Civil Municipal e Coordenadoria de Defesa Civil e é realizado regularmente ao longo dos 30 km de orla marítima e de forma mais intensa nos locais de maior concentração de banhistas.

Implantado pela secretaria de Meio Ambiente e desenvolvido em parceria com a empresa União Norte, já realizado neste verão em Grussaí e Atafona, o projeto Praia Limpa teve mais uma etapa no último domingo, na praia do Açu. Em uma tenda montada na faixa de areia da praia, os frequentadores foram convidados a participar de forma lúdica e descontraída de oficinas de reciclagem, aulão de dança, peça teatral interativa e gincana com perguntas apontando problemas futuros caso a preservação ambiental não aconteça de forma correta.

– O objetivo é levar informação e sensibilizar a população, além de estabelecer uma aliança social para conservar a limpeza das praias. A educação ambiental, principalmente focada na criança, é o melhor caminho para a mudança de hábitos que o momento exige e o incentivo a essa mudança envolve, também, a distribuição de sacolas para que o lixo produzido na praia seja recolhido. Cada um fazendo sua parte, estaremos evitando o comprometimento da qualidade da água, que resulta na mortandade de peixes, tartarugas, além de colaborar para a conservação das restingas – destacou Kleyton Luis Calado da Rosa, secretário municipal de Meio Ambiente.

Problema recorrente em determinados pontos do litoral, o trânsito de veículos automotores na faixa de areia mobiliza educadores de trânsito e auxiliares de apoio da secretaria de Transportes e Trânsito em ações de caráter educativo e de conscientização com relação ao movimento de veículos nessa área considerada de preservação ambiental. Soma-se aos cuidados ambientais envolvendo a proteção da vegetação rasteira e áreas de desova de tartaruga, a necessidade de resguardar a segurança de frequentadores da orla, que ficam expostos a acidentes em decorrência do tráfego ilegal.

Segundo o secretário de Transportes e Trânsito, Mário Rocha Filho, os veículos flagrados cometendo a infração na beira mar poderão ser enquadrados no Artigo 2º, parágrafo único, combinado com o Artigo 187º, Inciso I, do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), acarretando em multas e perda de quatro a cinco pontos na carteira de habilitação de acordo com a infração. “Cabe lembrar que os veículos notificados podem recorrer à Comissão de Análise de Defesa Prévia (CADEP) ou à Junta Administrativa de Recursos de Infrações (JARI)”, informou o secretário.

Responsável pela fiscalização, a Guarda Civil Municipal atua na aplicação das multas em caso de não cumprimento às orientações. “Na abordagem pedimos ao condutor que retire o veículo da beira mar. Em caso de negativa é multado e, sendo necessário, conduzido até à delegacia. É preciso que haja conscientização, respeito e comprometimento para não transitar nas areias da praia tendo em vista o risco à população, à fauna e à flora do ambiente marinho”, disse o comandante da GCM, Rogério Constâncio, alertando que, quando os condutores não estão no local, o veículo é multado diretamente.

 Defesa Civil desenvolve trabalho de consciência - No dia primeiro de fevereiro a Defesa Civil realizou um trabalho de conscientização na orla do município com a finalidade de garantir um bom lazer aos munícipes e turistas.  Na oportunidade foram distribuídos panfletos com várias dicas para evitar afogamentos e para que não haja desperdício de água em virtude da grande crise hídrica que o país enfrenta. Entre as orientações o alerta de não praticar esportes náuticos (jetski e lancha, etc.) próximo aos banhistas, sendo permitido somente após a zona de rebentação, não ingerir bebida alcoólica e não utilizar boias, câmaras de ar ou colchões infláveis para adentrar ao mar.

Segundo o Coordenador de Defesa Civil, Adriano Assis, a campanha é de suma importância para a redução de afogamentos que ocorrem no verão e para que informações sobre cuidados com a saúde nesse período de calor sejam transmitidas. O trabalho foi realizado nos pontos de maior fluxo de pessoas nas praias de Atafona, Grussaí e se estendendo a Iquipari e Açu.

Secom SJB

› FONTE: Macaé News (www.macaenews.com.br)


sem comentários

Deixe o seu comentário