Macaé News
Cotação
RSS

Nova Friburgo entrega 460 apartamentos às famílias desabrigadas pela tragédia de 2011

Publicado em 21/12/2013 Editoria: Geral sem comentários Comente! Imprimir


Quatrocentas e sessenta famílias que perderam suas casas nas enchentes de janeiro de 2011 em Nova Friburgo, na região serrana do fluminense, receberam hoje (20) apartamentos no Condomínio Terra Nova, em Conselheiro Paulino. É a terceira entrega de residências do Programa Minha Casa, Minha Vida em benefício das vítimas da tragédia ocorrida há três anos.

De acordo com a prefeitura de Nova Friburgo, mais 1.360 apartamentos estão sendo construídos no condomínio, com previsão de entrega para 2014. Com a entrega de hoje, o município totaliza de 2.326 moradias e um investimento de R$ 316 milhões.

O ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, o governador Sérgio Cabral e o vice, Luiz Fernando Pezão, além de o prefeito de Nova Friburgo, Rogério Cabral, participaram da cerimônia de entrega das chaves. Na ocasião, Ribeiro anunciou a liberação de cerca de R$ 90 milhões, na modalidade de compra assistida, para agilizar a aquisição de novos apartamentos. "Estamos empreendendo esforços para vencer barreiras burocráticas e liberar as verbas necessárias", disse o ministro.

Segundo a prefeitura de Nova Friburgo, 3 mil famílias ficaram desabrigadas em 2011 com a tragédia das chuvas no município. Desse total, 500 receberam indenização e 2.500 foram beneficiadas pelo aluguel social, no valor de R$ 500, até o término das obras dos conjuntos habitacionais.

Nos municípios de Teresópolis, Petrópolis e Nova Friburgo, 2.332 famílias já foram contempladas com moradias em áreas seguras. Desse total, 966 ganharam imóveis construídos em parceria pelos governos estadual e federal e mais 1.366 receberam indenizações.

A prefeitura de Nova Friburgo informou, também, que no próximo dia 27 o prefeito Rogério Cabral assinará um protocolo de intenções, no âmbito do Programa Somando Forças, no valor de R$2,2 milhões, destinados a obras no município.

Agência Brasil

› FONTE: Macaé News (www.macaenews.com.br)


sem comentários

Deixe o seu comentário