Macaé News
Cotação
RSS

Grupo Galileu é multado em R$ 10 mil por descumprir liminar em prol dos alunos

Publicado em 28/01/2014 Editoria: Educação sem comentários Comente! Imprimir


O grupo Galileo Administração de Recursos Educacionais, que controla as universidades Gama Filho e UniverCidade, foi multado em R$ 10 mil por descumprir liminar que estabelecia o prazo de cinco dias para que a ré informasse as medidas que seriam adotadas em prol dos alunos. A multa foi arbitrada nesta segunda-feira (27/01), em audiência especial no Tribunal de Justiça do Rio, com a presença da Defensoria Pública e do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), que atua no processo como litisconsorte.

O MPRJ acompanhou a audiência e atua em conjunto com a Defensoria na condução do processo. De acordo com a liminar, concedida no dia 17/01, o grupo Galileu deveria ter apresentado cronograma, com o local e o quantitativo de funcionários à disposição para atendimentos aos alunos, o que não foi feito.

Atualmente existe em andamento um inquérito civil para apurar suspeitas de cobrança de mensalidade sem a devida prestação de serviço pela universidade Gama Filho.

Multa pode ser revista

Na audiência também foi estipulado que, caso haja efetivo atendimento a um grande número de alunos, a multa poderá ser revista. No entanto, será aumentada se a decisão não for de fato cumprida. A próxima audiência especial está marcada para o dia 3/02.

O grupo Galileu deverá entrar em contato com o aluno para agendar a entrega dos documentos. Os e-mails fornecidos pela Galileo para que os alunos requeiram seus documentos são: contatoeletronico@univercidade.br (UniverCidade) e reitoria@ugf.br (Universidade Gama Filho).

As duas universidades foram descredenciadas em 14/01 pelo Ministério da Educação (MEC), por precariedade do ensino e grave comprometimento da situação econômico-financeira. As duas instituições, juntas, possuem 12 mil alunos matriculados, sendo que mais de 3 mil são formandos. 

› FONTE: Macaé News (www.macaenews.com.br)


sem comentários

Deixe o seu comentário