Macaé News
Cotação
RSS

DETRAN propõe obrigatiriedade do uso de simuladores

Publicado em 28/01/2014 Editoria: Geral 1 comentário Comente! Imprimir


A regra adotada pelo DETRAN do Rio de Janeiro para que todas as autoescolas do estado estejam equipadas com simuladores de direção até o dia 30 de junho, sob pena de não puderem matricular novos alunos, será encaminhada ao Contran (Conselho Nacional de Trânsito), na próxima semana, pela coordenadora geral de Qualificação do Fator Humano no Trânsito do Denatran (Departamento Nacional de Trânsito), Maria Cristina Hoffmann. O objetivo é que os membros do colegiado examinem a possibilidade de a medida, a exemplo do Rio, vir a ser aplicada em todo o país.
 


O presidente Avelino apresentou à coordenadora do Denatran, Cristina Hoffmann, a proposta que poderá ser adotada em todo o país

O assunto foi o tema do encontro, realizado na manhã desta terça-feira (28/1), na sede do DETRAN/RJ, que reuniu, além da coordenadora do Denatran, o presidente do DETRAN/RJ, Fernando Avelino; o presidente da Federação Nacional das Autoescolas e CFCs, Magnelson de Souza; o presidente do Sindicato das Autoescolas do Rio de Janeiro, João Pinto Ribeiro; e o membro da Câmara Temática de Educação para o Trânsito e Cidadania do Contran, Fernando Pedrosa.
 
Na ocasião, Avelino expôs a sua proposta no sentido de que a Resolução 444/2013, do Contran, obrigando todas as autoescolas a realizarem aulas em simuladores de direção, seja cumprida de forma escalonada, sem prejudicar as autoescolas, os candidatos a motorista ou as normas do Contran e do Denatran.
 
– Estou feliz porque essa proposta, que chamo de proposta de bom senso, feita pelo Rio de Janeiro e aceita pelo Sindicato de Autoescolas do estado, está sendo levada pelo Denatran ao Contran, para, talvez, ser um modelo para todo o país – disse Avelino.
 
Ainda conforme a proposta do presidente do DETRAN/RJ, serão estabelecidas duas etapas para implantação e utilização dos equipamentos. A primeira, até 31 de março, de comprovação, pelas autoescolas, de que estão comprando ou providenciando a aquisição ou o comodato dos simuladores, pois, do contrário, não poderão matricular novos alunos. A segunda, até 30 de junho, quando, então, as autoescolas que não estiverem devidamente equipadas com os simuladores não terão o seu credenciamento renovado.
 
– Haverá, assim, dois pontos de corte, para verificação do cumprimento da Resolução do Contran – destacou Avelino.
 
O presidente do Sindicato das Autoescolas do Rio de Janeiro, João Pinto Ribeiro, manifestou, durante a reunião, seu apoio à medida já em vigor no Rio e sugerida por Avelino para ser aplicada em todos os estados. Já a representante do Denatran, Cristina Hoffmann considerou a proposta muito interessante, possível, segundo ela, “de ser implantada nacionalmente”.

› FONTE: Macaé News (www.macaenews.com.br)


1 comentário

Deixe o seu comentário