Macaé News
Cotação
RSS

Prefeitura de Campos vai implementar programa para economizar energia

Publicado em 28/01/2014 Editoria: Economia sem comentários Comente! Imprimir


Um projeto piloto está sendo realizado no entorno do Jardim do Liceu, onde as tradicionais lâmpadas a vapor de sódio foram trocadas por led, mantendo o mesmo nível de eficiência energética, com economia de cerca de 50% em consumo de energia aos cofres públicos.

- Além disso, estamos mantendo entendimento com a Fundação Municipal de Saúde para a implementação de sistema, onde em horários de pico, quando a energia é mais cara, a prefeitura possa entrar com tecnologia já existente a custos mais baixos – informa o secretário de Petróleo, Energias Alternativas e Inovação Tecnológica, Marcelo Neves.

O secretário lembra que para o desenvolvimento deste programa, foi firmada uma parceria com a Superintendência de Iluminação Pública da Secretaria de Obras, Urbanismo e Infraestrutura.

Marcelo Neves informa que de acordo com os primeiros estudos já levantados pelos técnicos da secretaria, em cinco órgãos públicos, medidas estão sendo adotadas para fazer a redução do consumo de quilowatts/mês, proporcionando à prefeitura, uma economia entre 10% e 20% na conta total de energia elétrica dos prédios da municipalidade. “Futuramente, pretendemos ampliar a utilização de sensores de presença, que gera uso racional da energia. Queremos usar a energia de modo racional, ou seja, apenas o necessário”, destaca.

Segundo o secretário, a partir da consolidação das medidas que serão implementadas para uso racional de energia, a prefeitura poderá economizar até R$ 200 mil/mês, valor que é suficiente para construir a cada quatro meses, por exemplo, uma creche escola modelo. “Fizemos um projeto de readequação de demandas, que consiste em contratação de serviços a menores custos”, informa.

— O gerente do Departamento de Energias Alternativas, João Batista Pessanha, já realizou os estudos de demandas dos últimos 12 meses, em relação ao consumo de quilowatts de cada órgão da municipalidade. Este levantamento é o ponto de partida para que possamos adequar as medidas necessárias para o uso racional de energia elétrica, conforme o perfil de cada órgão consumidor de energia acrescenta Marcelo. 

Campanha de conscientização - Inicialmente será desencadeada uma campanha de conscientização para a adoção de novos hábitos em relação ao uso de energia, que compreende coisas simples, como apagar a luz quando não estiver ninguém no ambiente, como nas salas, nos corredores, campos e quadras esportivas; aprender a operar corretamente o controle remoto e desligar os computadores, ventiladores e aparelhos de ar condicionado ao final do expediente, entre outros hábitos.

- Com estas medidas iniciais, reduziremos consideravelmente os custos das contas ao final do mês, sem o racionamento de energia, mas apenas com o uso racional. Além de gerenciar melhor os recursos públicos, os recursos que serão economizados, vão ser convertidos em mais obras de interesse público, como escolas, creches, entre outras - ressalta o secretário de Petróleo, Energias Alternativas e Inovação Tecnológica.

 

› FONTE: Macaé News (www.macaenews.com.br)


sem comentários

Deixe o seu comentário