Macaé News
Cotação
RSS

Volta Redonda ganha arena olímpica de Primeiro Mundo

Publicado em 25/01/2014 Editoria: Esporte sem comentários Comente! Imprimir


Obra, financiada pelo Somando Forças, será alternativa para Copa e Olimpíadas

A cidade de Volta Redonda, na Região do Médio Paraíba, próxima à Via Dutra, terá em breve uma arena esportiva de alta qualidade, que servirá de alternativa para abrigar e aclimatar seleções de futebol para a Copa de 2014 e também de local de treinamento para equipes que vão disputar as Olimpíadas de 2016. Localizada no Bairro Voldac, a arena é resultado de uma parceria do governo do estado com a prefeitura, no âmbito do Programa Somando Forças, da Secretaria de Obras do Estado, e deverá ficar pronta em maio.

Em visita à cidade, nesta sexta-feira (24/1), para assinar protocolo de intenções do Somando Forças com a prefeitura, visando novas obras no município, o vice-governador e coordenador de Infraestrutura do Estado, Luiz Fernando Pezão, acompanhado do secretário estadual de Obras, Hudson Braga, e do prefeito Francisco Neto, visitou a arena olímpica, fruto de convênio anterior do Somando Forças e cujas obras estão na reta final. A obra fica em um terreno de 30.468 metros quadrados, de fácil acesso para o público, próximo ao centro do município, entre as avenidas Nossa Senhora do Amparo e Sávio Gama.

Com investimento de aproximadamente R$ 15 milhões, sendo R$ 10 milhões repassados pelo Estado com contrapartida de R$ 5 milhões do município, que também é encarregado da execução do projeto, o espaço irá abrigar as seguintes modalidades: pista de atletismo oficial, salto em altura, salto triplo, salto com vara, arremesso de peso e lançamentos de dardos, de disco e de martelo.

- A parceria com a prefeitura de Volta Redonda tem gerado muitos frutos para nosso estado. A cidade é muito importante e estratégica para o estado e o governo vem fazendo grandes investimentos aqui - afirmou Pezão.

O secretário de Obras, Hudson Braga, destacou que, além da arena olímpica, o estado está implantando dois outros grandes projetos no município: a Estrada do Contorno e o Hospital Regional do Médio Paraíba. Os dois empreendimentos representam um investimento superior a R$ 100 milhões.

- A Estrada do Contorno vai desafogar o centro da cidade, tirando dali mais de nove mil carros/dia, especialmente o tráfego pesado de caminhões de carga. E o hospital, muito bem localizado à beira da Via Dutra, com capacidade para fazer 7,8 mil consultas por mês, vai atender os moradores de 12 municípios da região - enfatizou o secretário.

O protocolo de intenções assinado hoje, na sede da prefeitura, prevê a construção do Hospital da Criança (R$ 7 milhões); drenagem para  prevenção contra enchentes no Bairro Açude (R$ 3,4 milhões); cobertura do trecho do Córrego dos Coqueiros (R$ 859 mil); melhoria do abastecimento de água do Sistema Vila Brasília (R$ 1,99 milhão); e aquisição de veículos para o Departamento de Energia e iluminação Pública (R$ 578 mil). No total, a cidade vai investir nesses projetos cerca de R$ 13,9 milhões.

Areal e Sapucaia também receberão obras por meio do programa

Os municípios de Areal e Sapucaia, no Centro-Sul Fluminense, vão receber investimentos de mais de R$ 2,1 milhões por meio do programa Somando Forças, da Secretaria de Obras. Os protocolos de intenções foram assinados, nesta sexta-feira (24/1), e preveem obras de infraestrutura e desenvolvimento de projetos de interesse social. O governo do estado ficará responsável por 95% dos recursos, enquanto a prefeitura responde pelos 5% restantes e a execução das obras.

A cidade de Sapucaia vai contar com investimentos de R$ 824 mil para a reforma do Centro Cultural Maria das Graças dos Santos, no bairro de Magrácia, e de construção de uma ponte sobre o Rio São Francisco. Os locais onde as melhorias serão realizadas foram escolhidos pela administração municipal e apresentados à Secretaria de Obras para aprovação.

Para o vice-governador e coordenador de Infraestrutura, Luiz Fernando Pezão, o repasse de recursos aos municípios, especialmente os de menor poder econômico, é uma forma de melhorar ainda mais a qualidade de vida da população

– A gente fortalece a cidade passando recursos. Estamos ajudando, principalmente, os municípios menores, que passam a ter mais qualidade de vida, podem melhorar a cultura, a infraestrutura, a saúde pública e a mobilidade urbana – afirmou o vice-governador.

Para a professora Rosângela Marcelino, moradora de Sapucaia, a reforma do centro cultural veio em boa hora. Desde dezembro, o local está fechado quando, após uma forte chuva, o telhado desabou. O espaço vai receber também um sistema de climatização.

– Faz muita falta aqui este centro cultural. Ele é o único espaço do tipo na cidade. Não temos mais locais para desenvolver projetos das escolas, nem fazer formaturas e outros eventos. Aqui, tínhamos aulas gratuitas de balé e apresentações de teatro – disse Rosângela.

Em Areal, os recursos de R$ 1,3 milhão serão usados na transformação da ponte ferroviária, que liga o bairro da Ilha à Rua Afonsina, em ponte rodoviária e em urbanização do entorno do bairro. Areal foi contemplado, nos últimos sete anos, com repasses de verbas no valor de R$ 30,5 milhões para alargamento e construção de pontes, aquisição de equipamentos, reforma de escolas e quadra esportiva, construção de quadra poliesportiva, urbanização da Praça Castelo Branco e Avenida Amaral Peixoto e construção de unidades habitacionais.

O município também foi beneficiado pelos programas Asfalto na Porta e Renda Melhor, que atende a 378 famílias, e tem gasto anual de R$ 1,1 milhão.

› FONTE: Coordenadoria de Infraestrutura RJ


sem comentários

Deixe o seu comentário