Macaé News
Cotação
RSS

Projeto ‘Verão Limpo’ realiza mutirão de limpeza nas Praias dos Cavaleiros e do Pecado

Publicado em 21/12/2014 Editoria: Meio Ambiente sem comentários Comente! Imprimir


Setenta voluntários limparam  toda a extensão entre o Posto 1 (Praia dos Cavaleiros) e a Lagoa de Imboassica, passando pela Praia do Pecado, nos períodos da manhã e da tarde deste sábado (20). Eles puseram em prática o projeto ‘Verão Limpo’, da Secretaria de Ambiente, que consiste na realização de mutirão de limpeza nas praias, ilhas e cachoeiras da cidade, preparando Macaé para a estação mais quente do ano.

A parceria entre o projeto ‘Verão Limpo’ e o Instituto Ecológico Aqualung realiza o Eco Natal em Macaé. Ele permite a realização de mutirões de limpeza em outras praias como Copacabana, Ipanema, Barra da Tijuca, Ilha do Governador, Ilha de Paquetá e Sepetiba. O Eco Natal está inserido no projeto ‘Verão Limpo’. O projeto, no decorrer do verão, também será praticado em eventos ligados à Fundação de Esporte e Turismo de Macaé (Fesportur), seja na serra macaense ou nas praias da região norte da cidade.

Os voluntários eram procedentes da Secretaria de Ambiente, da Guarda Ambiental, da Fesportur, da Secretaria de Limpeza Pública, da Procuradoria Geral do Município e do 115º Grupo de Escoteiros de Macaé. Durante o mutirão de limpeza, quem estava atuando na higienização da praia era o secretário de Ambiente, Gerson Lucas. Ele disse que o trabalho da equipe visava a qualidade de vida para todos que querem aproveitar o verão conscientemente, usufruindo das belezas naturais com sustentabilidade e cuidado com o meio ambiente.

Na ocasião, duas mil sacolinhas foram distribuídas aos banhistas para que não deixassem seu lixo na praia, num ato de consciência. No posto 2, perto  do espaço de convivência, que fica próximo ao Hotel Comfort, os grupos se encontraram: os que vinham da Lagoa limpando e os que saíram do Posto 1 fazendo o mesmo procedimento. No local, havia uma tenda com frutas doadas pelo Hortifruti especialmente para o evento. Camisas e bonés eram distribuídos para os que voluntariamente aderiam ao ‘Projeto ‘Verão Limpo’ e contribuíam com a conscientização, via limpeza das praias.

Como as equipes limparam  a areia e o calçadão, os organizadores deram recomendações para que usassem tênis e luvas e não entrassem na água, além de informa-los para que tivessem cuidados com objetos cortantes ou perfurantes, evitando que os mais idosos levantassem materiais muito pesados.

O Instituto Ecológico Aqualung também lançou panfleto educativo informando que quase dois terços de todo o lixo encontrado pelos voluntários nas praias onde ocorrem os mutirões são provenientes de algum tipo de detrito não degradável a curto prazo, como canudinhos, pontas de cigarro, tampinhas, cotonetes, sacos plásticos, chinelos. “Tudo deixado na areia representa perigo para a fauna marinha, pois as tartarugas confundem sacolas plásticas com algas, as quais são seu alimento, e se asfixiam”, conta Gerson.

Ele acrescenta que todos querem uma praia com areia branca e águas limpas e o trabalho que o projeto ‘Verão Limpo’ promove,  contribui para isso, justamente numa época do ano onde a frequência às praias, ilhas, cachoeiras, lagoas e rios torna-se mais assídua pela população. “Os materiais que não são biodegradáveis são retirados manualmente por cada voluntário”, conclui.

› FONTE: Macaé News (www.macaenews.com.br)


sem comentários

Deixe o seu comentário