Macaé News
Cotação
RSS
Panorama - Por Regina Oliveira

Panorama Por Regina Oliveira

Panorama - Por Regina Oliveira

Vitamina B 12 e saúde

Publicado em 16/12/2016 sem comentários Comente!

 

 

Vitamina B12 > Deficiência de vitamina B12

Deficiência de vitamina B12

VITAMINA B12 BAIXA 

DEFICIÊNCIA DE VITAMINA B12

Deficiência de vitamina B12: Como verificar se tem a vitamina B12 baixa? Quais são os sintomas e como eles avançam?

O significado da deficiência de vitamina B12

Resumo

·         A vitamina B12 é vital para o bom funcionamento do organismo e uma deficiência pode levar a sintomas graves;

·         A deficiência de B12 surge em etapas e geralmente seu diagnóstico é tardio;

·         Estudos comprovam que essa condição afeta até 39% da população;

·         Entre 60 a 90% dos veganos sofrem com a falta de vitamina B12 no organismo;

·         Entre as razões para a diminuição da  vitamina B12 estão a ingestão insuficiente de alimentos com esse componente, aumento do consumo ou má absorção dos nutrientes;

·         Exames e testes podem detectar baixas ou a ausência da vitamina;

·         A deficiência pode ser reparada com suplementos de vitamina B12.

A vitamina B12 é essencial e desempenha um papel fundamental em variados processos no organismo. Cada célula precisa constantemente de pequenas quantidades de vitamina B12 para funcionar corretamente. Dessa forma todos os mamíferos dependem de uma quantidade de vitamina B12 diáriapara viver.

A vitamina B12 é essencial na síntese do ADN, na divisão das células, na formação do sangue, nas sínteses das hormonas e neurotransmissores, na proteção dos nervos na medula espinhal e no cérebro (bordos da mielina) e na redução da indesejável homocisteína.

Os sintomas

Devido às suas diversas funções, a deficiência de vitamina B12 pode levar a uma variedade de sintomas físicos e mentais, que vão desde a fadiga e depressão até anemia grave e danos nos nervos:

·         A formação diminuída de neurotransmissores e hormonas pode levar a desordens mentais e cognitivas;

·         A perturbação da formação do sangue e da síntese de ADN podem conduzir a uma anemia perniciosa e a disfunções graves do metabolismo; 

·         Aumento nos níveis de homocisteína podem causar doenças cardiovasculares, danos na retina e demência vascular;

·         Lesões nos nervos provocam dores inexplicáveis, paralisia e descoordenação;

·         Problemas na medula espinhal podem causar sintomas semelhantes aos da esclerose múltipla;

·         A utilização deficiente de vitamina B9, ou ácido fólico, levam a sintomas de deficiência grave em mulheres grávidas e podem levar a distúrbios do desenvolvimento do feto.

Em uma deficiência de vitamina B12 todas estas áreas são perturbadas, por isso mesmo sintomas muito diferentes ocorrem em sucessão. A falta de formação do sangue, por exemplo, leva a crônica falta de energia, a síntese deficiente de hormônios e neurotransmissores a inúmeros problemas de saúde mental e danos às bainhas de mielina em perturbações nervosas graves que podem levar a dor crônica e paralisia física. Isso explica a enorme gama de sintomas de deficiência de vitamina B12. Os sintomas mais comuns pode ser descrita nas seguintes categorias:

Sintomas psicológicos

Sintomas físicos leves

Sintomas físicos graves

·         Falta de motivação

·         Depressão

·         Síndrome de Burn-out

·         Esquecimento / demência

·         Problemas do sono

·         Transtornos de personalidade

·         Falta de concentração

·         Tonturas

·         Irritabilidade

·         Nervosismo

·         Confusão

·         Alucinações

·         Palidez

·         Anemia

·         Exaustão crónica

·         Fraqueza física

·         Imunodeficiencia, a suscetibilidade a infecções

·         Inflamação da boca (aftas), estômago e intestinos

·         Problemas gastro-intestinais

·         Prisão de ventre, diarréia

·         Alterações do apetite

·         Dores nervosas

·         Espasmos

·         Problemas de visão

·         Perda de coordenação e equilíbrio

·         Problemas motores

·         Branqueamento dos cabelos

·         Formigamento e dormencia dos membros

·         Arteriosclerose

·         Ataque cardíaco

·         Infarto cerebral (AVC)

·         Danos na retina

·         Anemia perniciosa

·         Paralisia

·         Espasmos

·         Incontinência

·         Infertilidade

Alguns dos sintomas típicos causadas por ou associados á deficiência de vitamina B12. Alguns sintomas podem ter outras causas.

Progresso da deficiência de vitamina B12

Embora os níveis de vitamina B12 baixos durante um longo período levem a sintomas sérios, pode passar muito tempo até que uma deficiência seja descoberta. Uma vez que da ocorrência do desequilíbrio vitamínico até a manifestação de sintomas físicos e psicológicos podem passar até 20 anos, e existe a possibilidade de se sofrer de uma deficiência sem se ter conhecimento.

A razão para isso é que os sintomas iniciais de uma deficiência de vitamina B12, como a fadiga, depressão e inflamações leves muitas vezes chegam aos profissionais de saúde sem que seja considerada uma deficiência de vitamina B12. Geralmente são feitos testes apenas quando os sintomas graves se manifestam tardiamente e quando o paciente já sofreu durante muitos anos.

Em geral, uma deficiência de vitamina B12, envolve as seguintes etapas: (1)

1. Redução dos níveis de vitamina B12 no soro sanguíneo
Devido a falta de vitamina B12 na alimentação ou a desequilíbrios na absorção, a concentração da vitamina no sangue diminui.

2. Esgotamento das reservas celulares

As reservas de vitamina B12 no fígado e nas células do corpo apresentam um esgotamento e o nível de vitamina B12 no plasma sanguíneo cai permanentemente. Nesse caso, existe a possibilidade de desenvolvimento dos primeiros sintomas e conseqüências (desagradáveis) como transtornos psicológicos, depressão, fraco desempenho, fadiga, falta de imunidade, inflamações da boca, etc.

3. Problemas metabólicos
Quando os níveis de vitamina B12 estão muito inferiores ao normal muitas funções do corpo são significativamente prejudicadas. A síntese de ADN diminui significativamente e o nível de homocisteína no sangue aumenta bastante, o que causa uma deterioração significativa da saúde e desempenho em geral além dos sintomas físicos ficarem aparentes.

4.  Manifestação clínica
Na ocorrência de deficiências fortes o desequilíbrio é geralmente grave, parcialmente irreversível e pode – como no caso da anemia perniciosa – ser até mesmo fatal.

A rapidez com que estes estágios progridem depende muito da causa da deficiência. No caso de uma absorção desequilibrada da vitamina B12, no quarto estágio, o paciente pode viver até 20 anos com sintomas leves, e do segundo ao terceiro estágio apresentar-se aparentemente saudável e  nutrido, antes de se desenvolverem sintomas graves.

O círculo da deficiência de vitamina B12   

A evolução discreta da deficiência de vitamina B12 projeta a imagem de que o paciente poderia manter-se saudável com baixos níveis de vitamina B12. No entanto, estudos recentes sugerem que a deficiência de vitamina B12 é uma condição extremamente comum, embora raramente detectada. Sintomas psicológicos como a depressão podem preceder por anos até ao surgimento de sequelas físicas graves.

Devido a estrutura do ciclo metabólico, o desenvolvimento de uma deficiência de vitamina B12 tem o carácter de um círculo vicioso. Quando existe um nível baixo de vitamina B12 surgem sintomas que dificultam a absorção de vitamina B12. Isto, por sua vez, intensifica o desequilíbrio e a capacidade de absorção da vitamina B12, que, como consequência diminui cada vez mais. O círculo vicioso deve ser interrompido o mais rápido possível com tratamentos. Isso é conseguido, por exemplo, administrando doses iniciais muito elevadas, de forma a preencher as reservas de vitamina B12 rapidamente.

Causas da deficiência de vitamina B12

As causas da deficiência de vitamina B12 podem ser divididas em três grandes fatores:

1. Nutrição e deficiência de vitamina B12

As necessidades diárias de consumo da vitamina B12 na alimentação são cerca de 3 microgramas (dependendo da idade, sexo e condição física). O consumo insuficiente pode levar, após algum tempo, a uma deficiência da vitamina – por exemplo, em casos como numa dieta desequilibrada, vegetariana ou vegana.

A vitamina B12 é produzida no sistema digestivo humano por bactérias intestinais, mas a maior parte dela desenvolve-se numa área do intestino onde a fração aproveitável da vitamina não pode ser absorvida, sendo eliminada com as fezes. A absorção da vitamina B12 através de bactérias endógenas apenas é possível em condições específicas. Por essa razão, a maioria das pessoas estão dependentes de um consumo adequado de vitamina B12 na alimentação.

Mas a concentração da vitamina B12 nem sempre é satisfatória em todas as dietas. A vitamina B12 é formada exclusivamente por micro-organismos existentes em grande concentração apenas nos alimentos de origem animal. Por outro lado, quem tem uma alimentação baseada em produtos de origem vegetal, como veganos e vegetarianos, deve ter especial atenção a alimentação  preenchendo as necessidades de consumo diário.

2. Aumento da necessidade de vitamina B12 devido a estresse

Em situações de estresse a necessidade de consumo de vitamina B12 aumenta bastante. Estresse, neste contexto, significam todos os períodos de estresse físico ou psicológico, como por exemplo, trabalhos físicos intensos, barulho, atividades físicas intensas, situações de estresse mental e espiritual, ansiedade, preocupações, luto, dores de cabeça, mudanças espirituais, crises ou baixa imunidade devido a infecções.

O aumento da necessidade é explicada por duas circunstâncias. Em primeiro lugar, em situações de estresse a absorção da vitamina B12 é bastante dificultada porque os órgãos digestivos ficam comprometidos e os níveis de ácido no estômago e as suas enzimas ficam alteradas. Por outro lado, é necessária uma quantidade de vitamina B12 para que a norepinefrina e a seratonina sejam produzidas. Devido a libertação de noradrenalina em muitas situações de estresse as reservas de vitamina B ficam bastante diminuídas.

3. Problemas na absorção da vitamina B12

Quando existem dificuldades na absorção da vitamina, ela não chega ao sangue mesmo quando ingerida em quantidade suficiente. Por exemplo, no caso de uma infecção ou inflamação no estômago ou intestinos, quando existe uma exposição a metais pesados ou com o consumo de drogas.

A vitamina B12 pode ser absorvida apenas através da mucosa oral, ou, numa quantidade menor, por uma parte do intestino delgado, o íleon.

O processo liberta uma glicoproteína, denominada de Fator Intrínseco (FI), formada pelas células perietais do estômago. Sem este apenas pequenas  quantidades da vitamina B12 são absorvidas por difusão passiva. Assim, doses extremamente altas de vitamina B12 são necessárias para se atingirem níveis satisfatórios da vitamina no organismo.

Um sistema digestivo saudável é portanto particularmente importante para a correta absorção da vitamina B12. Uma vez que nos países industrializados esses casos dimimuem e a falta de vitamina B12 é comum, devido aos péssimos hábitos alimentares.

É importante ressaltar que mesmo pequenos desequilíbrios nas membranas mucosas podem reduzir a absorção da vitamina B12 significativamente, o que facilmente resulta em uma baixa dos níveis da vitamina.

Estudos revelam que a maioria das deficiências de vitamina B12 são resultantes da fraca absorção da vitamina – devido a, por exemplo, gastrite ou uma mucosa intestinal desequilibrada. A relação entre a dieta e as causas de consumo não podem ser indicadas com exatidão pois os dados ainda são divergentes.

Possíveis causas de uma desordem na absorção::

Interacções

Desordens

·         Alcoolismo e drogas

·         Medicamentos anti-acidez, ou anti-ulceras

·         Medicamentos anti-diabétes (Metformina)

·         outros medicamentos (antibióticos, psicotrópicos, aspirina, quimioterapia, anticoncepcionais e medicamentos hormonais (inibidores da bomba de protões), medicamentos para a diabetes (metformina), anti-hipertensivos (ECA), medicamentos para distúrbios do ritmo cardíaco (beta bloqueadores, sprays de nitrato, nitroglicerina) contendo estrogénios, medicamentos para baixar o colesterol (estatinas), medicamentos para a potência.

·         Doses altas de vitamina C

·         Mais de quatro cafés por dia

·         Fumar muito

·         Consumo elevado de açúcar

·         Consumo de alimentos muito picantes

·         Consumo elevado de pseudo-formas de vitamina B12

·         Desordens das mucosas do estômago ou intestino

·         Inflamação do estômago ou intestinos

·         Paredes do estômago fracas em idosos

·         Remoção parcial do estômago ou intestinos

·         Redução da formação de ácido gástrico

·         Problemas no pâncreas

·         Infecção por HIV

·         Doenças hepáticas

·         Infecção por Helicobacter Pylori

·         Parasitas

·         Problemas nos rins

lista não exaustiva

A deficiência de vitamina B12 é comum?

A frequência da deficiência de vitamina B12 nas populações não foi ainda profundamente estudada. A razão para isso é, por um lado, a falta de métodos claros para análise e medição deste tipo de deficiência, e, por outro lado, o fato de conceito de deficiência de vitamina B12 divergir bastante. Vários estudiosos acreditam que os limites atuais são muito baixos e que na realidade a existência da desordem é muito mais alta.

Uma deficiência é atualmente definida pelos níveis de vitamina B12 no soro sanguíneo (a concentração de B12 no sangue) abaixo dos 200 pg / mol. Mas recentemente vários estudos concluíram que uma falta grave existe já a partir de um nível de 350 pg / mol. Estudiosos defendem mesmo que valores mais realistas se fixam entre os 500-600 pg / mol, como recomendado pelas análises de …

Segundo os especialistas, existe uma deficiência de vitamina B12 em 2-7 por cento dos jovens e 14-40 por cento da população mais velha. (5-8)

Vários estudos concluíram que 20 a 70 por cento dos vegetarianos e 60 a 90 por cento dos veganos sofrem de deficiência aguda de vitamina B12. Estes são grupos que estão particularmente em risco. (9-11)

No que diz respeito a discussão de limites, estes números podem mesmo estar abaixo dos níveis reais de deficiência de vitamina B12. Um estudo realizado na Universidade de Tufts, que avaliou os resultados de um estudo conduzido pelo Framingham Heart Study, em que 3000 voluntários que apresentavam um nível de 350 pg / mol a 39 por cento e tinham deficiência de vitamina B12. (12) Este é um valor significativamente mais alto do que as estimativas oficiais de 2 a 7 por cento. (5-8)

Deficiência de vitamina B12: quem está em risco?

Estudos como o mencionado acima demonstram que a deficiência de vitamina B12 entre todas as faixas etárias incluindo quem se alimemta de carne, veganos ou vegetarianos pode ocorrer com a mesma frequência. Mas, por outro lado, alguns grupos estão em risco de sofrer de uma deficiência de vitamina B12 também:

·         Veganos e vegetarianos;

·         Pessoas com mais de 50 anos;

·         Pessoas com desequilíbrios no estômago ou intestinos;

·         Fumantes e  quem consome muito café;

·         Pessoas que tomam medicamentos (ver tabela acima);

·         Consumidores de álcool e/ou drogas.

Deficiência de vitamina B12: análises e diagnóstico

Atualmente não existe nenhum método absolutamente unânime e confiável para o diagnóstico de deficiência da vitamina B12. Os seguintes métodos são utilizados para determinar os níveis de vitamina B12:

Análise ao soro sanguíneo

Até há poucos anos, a definição dos níveis de vitamina B12 focava-se no sangue. No entanto, esta estratégia tem provado ser pouco significativa, uma vez que existem formas de vitamina B12 (análogas da vitamina B12) que não se encontram no sangue.

Interpretação dos resultados das análises (no contexto alemão): 

Carencia leve

 < 150 pg/ml

Forte carencia

 < 200 pg/ml

Carencia

 200-300 pg/ml

Status normal

300-900 pg/ml

Hipervitaminose

 > 1000 pg/ml

Recentemente, outras análises são também conduzidas:

     Análise a holo-Tc 

Verifica a quantidade de vitamina B12 biologicamente utilizável pelo organismo no sangue, mas não indica os níveis de vitamina no sangue ou nas reservas do organismo.

Carencia

 < 35 pmol/l

Carencia possivel

 35 – 50 pmol/l

Carencia improvavel

 >50 pmol/l

Análise a homocisteína 

Os níveis de homocisteína no sangue aumentam quando existe uma deficiência de vitamina B12. No entanto, uma vez que outros fatores podem aumentar os níveis plasmáticos de homocisteína, é geralmente avaliado em combinação com uma análise ao soro sanguíneo.

Carencia provavel

  > 12 µmol/l

Carence improvavel

 5 – 12 µmol/l

Análise ao MMA 

No caso de uma deficiência celular de vitamina B12, o corpo produz ácido metilmalónico (MMA) em excesso. Estes valores podem ser medidos no sangue e na urina. Eles são indicadores confiáveis sobre a deficiência de vitamina B12. Este é o teste mais simples e agora é recomendado por muitos pesquisadores como o melhor método.

Carencia

 < 3,6 mmol MMA/mol Créatinina

Nao existe carencia

 > 3,6 mmol MMA/mol Créatinina

Análises a respiração

Pesquisadores da Universidade da Flórida desenvolveram um teste de respiração, que determina os níveis de vitamina B12 sobre o conteúdo de CO2 no ar. O teste está em fase de desenvolvimento. (13)

Tratamento da deficiência de vitamina B12

Tanto no caso de desordens de absorção, na falta de ingestão nos alimentos bem como no caso de uma deficiência induzida por estresse, o tratamento da deficiência de vitamina B12 consiste na administração de suplementos de vitamina B12. Estes podem incluir várias formas de vitamina B12 como ingredientes ativos, cada um tendo suas vantagens específicas e dosagens. Veja o artigo em suplementos de vitamina B12.

No caso de uma desordem grave sugere-se que simultaneamente ao tomar suplementos de vitamina B12 deve ser investigada a razão do impedimento da absorção. Até este for encontrado, a vitamina B12 deve ser tomada em doses muito elevadas. A ingestão oral de comprimidos de vitamina B12 ou cápsulasde cerca de pelo menos 500 mg / dia é aconselhada.

No caso de uma ingestão de vitamina B12 insuficiente – por exemplo, devido a uma dieta vegana – também devem ser, inicialmente, tomadas doses maiores para repor os estoques do corpo novamente. Depois disso (3 g / dia) são suficientes para cobrir as necessidades diárias, em que a vitamina deve ser sempre ingerida em uma superdosagem, porque nem toda vitamina B12 absorvida também está incluída. A dose de base para suprir a vitamina B12 necessária com uma dosagem única é de entre 150 e 500 microgramas.

Estudos com pessoas mais velhas que tomaram uma superdosagem de suplementos de vitamina B12 comcianocobalamina por pelo menos 200 vezes, constatou uma normalização dos níveis de confiança de MMA em tais estudos. (14)

Mais informações sobre a dosagem de suplementos de vitamina B12 no nosso artigo de dosagem de vitamina B12.

Referências

1 V Herbert Staging vitamin B-12 (cobalamin) status in vegetarians. Am J Clin Nutr May 1994 59: 1213S-1222S
2 Mitsuyama Y, Kogoh H (1988). Serum and cerebrospinal fluid vitamin B12 levels in demented patients with CH3-B12 treatment–preliminary study. Jpn. J. Psychiatry Neurol. 42 (1): 65–71.
VanTiggelen CJM, Peperkamp JPC, TerToolen JFW. (1983). Vitamin-B12 levels of cerebrospinal fluid in patients with organic mental disorder. Journal of Orthomolecular Psychiatry (12): 305–11.
4 Dr. David Brownstein: Vitamin B12 for Health, Medical Alternatives Press (2012)
5 Dali-Youcef N, Andrès E. An update on cobalamin deficiency in adults. QJM. 2009 Jan;102(1):17-28. doi: 10.1093/qjmed/hcn138. Epub 2008 Nov 5. Review. PubMed PMID: 18990719.
6 Yao Y, Yao SL, Yao SS, Yao G, Lou W. Prevalence of vitamin B12 deficiency among geriatric outpatients. J Fam Pract. 1992 Nov;35(5):524-8. PubMed PMID: 1331288.
7 Clarke R, Refsum H, Birks J, Evans JG, Johnston C, Sherliker P, Ueland PM, Schneede J, McPartlin J, Nexo E, Scott JM. Screening for vitamin B-12 and folate deficiency in older persons. Am J Clin Nutr. 2003 May;77(5):1241-7. PubMed PMID: 12716678.
8 Pennypacker LC, Allen RH, Kelly JP, Matthews LM, Grigsby J, Kaye K, Lindenbaum J, Stabler SP. High prevalence of cobalamin deficiency in elderly outpatients. J Am Geriatr Soc. 1992 Dec;40(12):1197-204. PubMed PMID: 1447433.
9 Herrmann W, Obeid R, Schorr H, Geisel J. Functional vitamin B12 deficiency and determination of holotranscobalamin in populations at risk. Clin Chem Lab Med. 2003 Nov;41(11):1478-88. PubMed PMID: 14656029.
10 Herrmann W, Geisel J. Vegetarian lifestyle and monitoring of vitamin B-12 status. Clin Chim Acta. 2002 Dec;326(1-2):47-59. Review. PubMed PMID: 12417096.
11 Herrmann W, Schorr H, Obeid R, Geisel J. Vitamin B-12 status, particularly holotranscobalamin II and methylmalonic acid concentrations, and hyperhomocysteinemia in vegetarians. Am J Clin Nutr 2003;78:131–6.
12 Judy McBride (2). “B12 Deficiency May Be More Widespread Than Thought”. Agricultural Research Service. United States Department of Agriculture. Retrieved 2 July 2012.
13 Wagner DA, Schatz R, Coston R, Curington C, Bolt D, Toskes PP. A new 13C breath test to detect vitamin B12 deficiency: a prevalent and poorly diagnosed health problem. J Breath Res. 2011 Dec;5(4):046001. doi: 10.1088/1752-7155/5/4/046001. Epub 2011 Jun 23. PubMed PMID: 21697586; PubMed Central PMCID: PMC3204151.
14 Eussen SM, de Groot LM, Clarke R, et al. Oral Cyanocobalamin Supplementation in Older People With Vitamin B12 Deficiency: A Dose-Finding Trial. Arch Intern Med. 2005;165(10):1167-1172. doi:10.1001/archinte.165.10.1167.

Autor: Dr. Jörg Schweikart

 

Panorama

Por Regina Oliveira

Agenda

+ eventos

Classificados

+ anúncios

sem comentários

Deixe o seu comentário
Digite as palavras abaixo: