Macaé News
Cotação
RSS
Movimento Ferrovia Viva - Por Alex Medeiros

Movimento Ferrovia Viva Por Alex Medeiros

Movimento Ferrovia Viva - Por Alex Medeiros

ABRIL: Mês ferroviário em Macaé. Queremos.

Publicado em 08/04/2015 sem comentários Comente!

Aldino Moreira de Miranda(Dandão) - Um de nossos maiores líderes ferroviários!

Aldino Moreira de Miranda(Dandão) - Um de nossos maiores líderes ferroviários!

Datas importantes
06/04/1891 – Circulou o primeiro trem na “Estrada de Ferro Central de Macahé”, pertencente à “Companhia Indústria, Lavoura e Viação de Macahé”. Trecho Macaé - Glicério.
14/04/1979 – Constituição de Comissão que mais adiante fundaria a Associação dos Ferroviários Aposentados, Pensionistas e Ex-Ferroviários da RFFSA. A entidade considera esta, como data de fundação.
30/04 – Dia do Ferroviário. Em 1854, foi inaugurada a primeira ferrovia brasileira; um empreendimento de Irineu Evangelista de Souza, o Barão de Mauá, a partir do apoio do Governo Imperial. A Imperial Companhia de Navegação a Vapor e Estrada de Ferro de Petrópolis, com 14,5 km, ligava o Porto de Mauá (Magé) a Fragoso (Inhomirim). Em 1856, foi estendida até Raiz da Serra. Pela Lei Federal 2.061, de 13 de abril de 1953, foi criada a data em homenagem aos trabalhadores do modal.
Em Macaé, por bastante tempo, importantíssimo centro ferroviário, com duas ferrovias, oficinas de vagões e locomotivas na Imbetiba, Residência da Via Permanente, escola profissional(SENAI) e, claro, a malha ferroviária, em decadência, mas até hoje existente, deve abraçar a data com carinho, atenção, pesquisas e homenagens.
A data foi o marco do "nascimento" ferroviário, mas a importântica maior deve ser dada aos que mantiveram, através de seus esforços, muitos, acima de suas obrigações pessoais, funcionais e sociais, a atividade da empresa e a luta pelos direitos dos trabalhadores. Desses, aproveito para registrar e homenagear Demistóclides Baptista, o nosso Batistinha.

"Trem da vida"
Convido o(a) leitor(a) a “sentar-se no trilho” e pensar... Lembrar do “trem da vida” que passa. Lembrar das pessoas que se foram em trens da vida. Lembrar dos sonhos interrompidos que elas levaram... Sonho, realidade, passado, futuro... Levantar-se, caminhar pelos trilhos da vida... É preciso seguir em frente. É preciso complementar os sonhos dos que se foram e deixar outros para serem completados. Trilhos da vida que se encontrarão quando partirmos no último trem. Nessa ligação, havendo boa bagagem, motivação para que sejamos lembrados.

Parabéns Associação dos Ferroviários Aposentados, Pensionistas e Ex-Ferroviários de Macaé, pelos 36 anos de existência
Da Associação dos Ferroviários de Macaé, como carinhosamente a chamamos, com todo respeito, citando Aldino Moreira de Miranda, o Dandão (foto), homenageamos todos aqueles que não se encontram fisicamente entre nós. Citando Lauro Martins, o seu atual presidente, uma das poucas páginas vivas da bela história ferroviária de tantas lutas trabalhistas e sociais, homenageamos todos aqueles que contribuem pela existência da instituição. A entidade nasceu da necessidade de manter os ferroviários unidos na luta pelas causas trabalhistas, envolvendo melhores condições para desempenho das funções e salariais, logo após a intervenção no Sindicato, quando do golpe civil-militar de 1964. Apesar de existir, tacitamente, desde aquela época, somente em 14 de abril de 1979 foi constituída Comissão para tratar dos interesses dos aposentados. A fundação oficial adveio em 1º de maio de 1984, com a aprovação do Estatuto. Entidade referência, também por intensas inserções sociais, contribuindo na organização de outras entidades, como Associações de Moradores. Na sede da Associação, ali na rua Santos Moreira, 65, Loja 4, Miramar, sempre aconteceram muitas reuniões e outros eventos associativos e políticos. Hoje, quase que somente atendendo aos aposentados e pensionistas ferroviários, está em decadência, ficando evidente a necessidade de reforma estatutária, abertura para novos associados, etc. Aquela história viva não pode morrer. 

Eventos em comemoração ao "Mes do Ferroviário(?)"
I - Projeto de lei: Abril, mês dos ferroviários. Enviadas mensagens à Mesa Diretora da Câmara Municipal, com cópia às Comissões Permanentes de Educação e Cultura, e Mobilidade Urbana e Transporte, propondo legislação que qualifique o mês de abril como “Mês dos Ferroviários”, constando do calendário oficial do município para fins de realização de eventos diversos que “falem” do modal ferroviário e de sua importância, da história da ferrovia e de seus trabalhadores, assim como, técnico-educacionais no contexto da realidade e das tendências do modal.
II – Matéria jornalística, entrevista em programa radiofônico, panfletagem no centro da cidade e caminhada ferroviária, dentre outros, estão nos planos.

TRILHANDO (a partir da última COLUNA)
I – Da reunião com o Secretário de Limpeza Pública, informações de que a linha do “Ramal da Imbetiba” não será removida e que a ciclovia, que ainda não tem projeto, será implantada distante três metros dos dormentes. Compromissou-se a nos enviar cópia do projeto, assim que receber.
II – Prosseguem as ações de mapeamento do extinto “Ramal de Glicério”, em parceria com a Associação Ferroviária Trilhos do Rio. Foi realizada incursão pelo trecho Mundéus – Madressilva.
III – Remarcada, pelo prefeito de Macaé, Dr. Aluízio Júnior, nova data  para reunião com os ferroviários. Será no dia 13/04, às 14h.
IV -  Houve a segunda Audiência Pública de construção do Plano Municipal de Mobilidade Urbana, no dia 31/03. Diferente da primeira, na qual foram expostos os dados obtidos com as pesquisas realizadas; na segunda, foram apresentadas propostas para o plano, segundo a ótica da equipe de trabalho do governo. Dentre elas, consta a utilização do trecho ferroviário hoje existente, como base para implantação de transportes de passageiros em modal ferroviário, através de VLTs. Ao final, como na primeira, foi aberto para que os presentes pudessem contribuir com sugestões e/ou indagações. Também deixado endereço eletrônico para outras contribuições.
V – Infelizmente, como aconteceu noutras tentativas, o Movimento Ferrovia Viva não obteve retorno das mensagens enviadas ao Parlamento Regional, motivadas pela reunião que estava agendada para 06/04. Utilizamo-nos dos links nos sites das Câmaras e e-mails, enviando manifestações ao presidente, Vereador por Campos, Edson Batista, e à Secretária Executiva, Vereadora por Quissamã,  Kitiely Freitas.

Espero sua contribuição em comentários. Muito obrigado. Até a próxima quinta-feira.

Movimento Ferrovia Viva

Por Alex Medeiros

sem comentários

Deixe o seu comentário