Macaé News
Cotação
RSS
Acosta e seu blog - Por Acosta

Acosta e seu blog Por Acosta

Acosta e seu blog - Por Acosta

Campanha em respeito à saúde e à segurança dos jornalistas

Publicado em 04/05/2020 sem comentários Comente!


Prossegue a campanha lançada pelo Coletivo de Jornalistas de Macaé/RJ e Região, no último dia 20 de abril, que visa conscientizar a categoria e a sociedade vigente acerca das agressões que os profissionais da imprensa vêm sofrendo ultimamente. Mais recente, no Dia Mundial da Liberdade de Imprensa, bolsonaristas agrediram fisicamente repórteres em Brasília.  

Sobre a agressão ocorrida em Brasília, instituições como o Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Distrito Federal (SJPDF) e a Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) se manifestaram por meio de nota e pediram para que o poder público tome as providências. "As entidades exigem ainda que as forças de segurança impeçam atos de violência contra os profissionais, principalmente nas manifestações públicas que vêm ocorrendo", afirmaram.

“Para se ter uma ideia, os ataques físicos contra jornalistas no ano passado tiveram aumento de 54% e das 208 ocorrências de agressões a profissionais da imprensa 121 foram provocadas pelo presidente Jair Bolsonaro. Dentre os tipos de violência a descredibilização dos veículos de comunicação e dos profissionais da imprensa foi a mais recorrente, com 114 registros”, diz o dado da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj).

Em Macaé, o Coletivo de Jornalistas que se organiza para combater as agressões sofridas produziu a campanha propondo as seguintes ações aos profissionais da imprensa regional:

Compartilhar no Coletivo, informações sobre ataques presenciais; Informar também no Coletivo, ataques nas redes sociais; Ir até os perfis, páginas e grupos mencionados e responder aos ataques; Produzir cartas de apoio a colegas e veículos atacados, publicar em nossas redes pessoais e informar no Coletivo; Apoiar, curtindo, comentando e compartilhando as cartas; Fazer estas cartas chegarem até os colegas e veículos nominalmente apoiados; Nas nossas ações ligadas à defesa dos jornalistas não estaremos defendendo o isolamento horizontal, mas os colegas e veículos que sofrem ataques; Ao usar postagens de outros para apoiar nossa causa, vamos checar as fontes rigorosamente para evitar usarmos Fake News; Nas respostas que daremos aos ataques não vamos agredir ou desrespeitar os agressores, por mais que eles agridam, pois se fizermos como eles perderemos a razão; Vamos convidar nossos colegas e amigos, jornalistas e não jornalistas, a participar.

_____________________________________

Jornalista Lourdes Acosta / DRT/MTE 911/MA.

Com texto da campanha publicado pelo

Coletivo de Jornalistas de Macaé/RJ e Região.

Macaé, 04/05/2020.

 

Acosta e seu blog

Por Acosta

Classificados

+ anúncios

sem comentários

Deixe o seu comentário