Macaé News
Cotação
RSS
Sexo Verbal - Por Fabielly Vasconcelos

Sexo Verbal Por Fabielly Vasconcelos

Sexo Verbal - Por Fabielly Vasconcelos

SONHAR NÃO CUSTOU NADA

Publicado em 03/12/2018 sem comentários Comente!

SOFFIA NOGUEIRA CASTELLO BRANCO 15 ANOS

SOFFIA NOGUEIRA CASTELLO BRANCO 15 ANOS

Empoderamento, com sonhos de princesas.

 Empoderamento feminino. Este foi o termo mais procurado no Brasil em 2016, segundo um estudo sobre tendências visuais divulgado pelo site Shutterstock. Empoderamento é dar o direito de igualdade social cultural e de posicionamento na sociedade pelas mulheres e por tantos outros grupos sociais.

O que claramente constatamos como ainda ofendemos a um nicho de “Homens” quando em um episódio do Amor E Sexo, foi ao ar e a A apresentadora Fernanda Lima, fez um desabafo, sobre anos de patriarcado e o pressão, simplesmente usando a palavra “louca”ao final de suas frases, ofendeu tanto, um ser que não merece o nome citado aqui.

Falei sobre o Empoderamento e o episodio ocorrido com a apresentadora, para entrar, em um mundo de sonhos que vivi, durante um mês inteiro, um mundo que dentre tantos mundos, que nós mulheres nos vestimos, nos cobrimos, nos multiplicamos, não deixamos de sonhar.

Convivi esse mês com meninas entre 14 e 16 anos de idade, uma geração bem interessante e impar, não só em atitudes, mas em posicionamentos e personalidade. Embora com uma doce imaturidade, que a adolescência lhes permite, com uma propriedade de tomadas de decisões e definições de sentimentos e desejos, que muitas de nós, adultas não conseguimos chegar perto. Se são frutos do “empoderamento” que foram criadas, não posso responder.

Um grupo de quase 100 adolecentes, todos se mantem em relacionamentos monogâmicos, não que trocar de parceiro seja traumático para elas ou algo incomum, mas os relacionamentos evoluem para um namoro, dentro de um conceito hetero normativo, a maioria das meninas tem um sonho, não mais de um príncipe encantado para salva-la.

O príncipe não é o protagonista da história e nem a princesa, cada um é protagonista de sua próprias história, eles experimentam os príncipes e princesas, e depois se escolhem no final, e ninguém é melhor ou pior que o outro ou define isso ou aquilo na relação, as próprias relações vão se definindo, todas as princesas, tem planos para trabalho, e os príncipes também tem que ter, ou não sobreviveram ao relacionamento.

O amor romântico renascendo com nova roupagem, com cara nova e com definições muito modernas, onde os acordo monogâmicos conseguem sobreviver as individualidades, superando traição, pois no mundo deles não cabe essa palavra, já que a liberdade de comunicação é algo comum.

O motivo pelo qual estou chamando de príncipes e princesas, pois a observação foi feita em festas de 15 anos, com to o glamur e sonhos, danças vestidos, e poderes diferenciados das donzelas em apuros, elas eram as protagonistas e brilhavam na festa e no fim deram show, e  não abrem mão da independência, isso não as diminuem nem um pouco perante aos olhos dos meninos, pelo contrario, elas dançam com todos. Depois da meia noite ninguém perde sapatos, elas continuam nas festas até 4h da manhã, dançando Funk, Rap e Rock.

E assim é o conto de fadas dos tempos modernos, princesas que sonham, dançam meia noite, sabem o que querem, com quem querem, escolhem e se realizam. Bem vindos ao novo, FELIZES PARA SEMPRE..... Obriga Soffia Nogueira por me deixar acompanhar sua festa e fazer essa matéria

 

Sexo Verbal

Por Fabielly Vasconcelos

Classificados

+ anúncios

sem comentários

Deixe o seu comentário