Macaé News
Cotação
RSS
Acosta e seu blog - Por Acosta

Acosta e seu blog Por Acosta

Acosta e seu blog - Por Acosta

Teto de escola municipal pode desabar

Publicado em 05/09/2018 sem comentários Comente!


Teto de escola municipal pode desabar a qualquer momento

O teto da escola municipal infantil Professor Iracy Pinheiro Marques, localizada no bairro Lagomar pode desabar a qualquer momento. O alerta é da mãe de dois alunos preocupada pelo bem estar de todos os estudantes, que não quis se identificar por medo de represálias contra seus filhos. Ela afirma que quase todos os pais dos alunos que estudam na escola estão com medo dos seus filhos estarem naquele pátio improvisado para recreação devido à estrutura poder vir abaixo e ocasionar um estrago maior. “Já caíram algumas placas e a direção da escola não ainda não se manifestou sobre as condições de segurança. No mesmo local onde as crianças brincam há dois botijões grandes de gás que põem em risco a vida de nossos filhos. Além disso, a fiação elétrica e o bocal da luz também nos preocupam por estarem soltos”, disse. A denunciante que reside naquele bairro também revelou o descaso da direção escolar: “Muitos pais já reclamaram com a diretora Liliane Sousa, mas, ela age com descaso e disse que assim que o ‘vereador’ aparecer vai pedir a ele”, revelou.

Teto de escola II

No entender da mãe denunciante se algo acontecer o poder público será responsabilizado. “A Prefeitura e a secretaria de Educação deveriam voltar seu olhar para a escola, porque se algo ruim acontecer com algum aluno, alguém terá que se responsabilizar”. A secretaria Municipal de Educação, através da superintendência de infraestrutura já se manifestou informando que o teto não está caindo e que apenas o forro é que está sendo trocado. “Pedimos aos pais dos alunos da escola Iracy Pinheiro que se tranquilizem, pois o teto não irá desabar. O que estamos fazendo é a troca do forro para dar mais conforto e segurança aos nossos alunos. Quanto aos botijões de gás, eles serão isolados. Estamos construindo uma casinha para que eles fiquem protegidos e isolados”, afirmou o superintendente de infraestrutura, Fabricio Reid.

Fundação pode fechar as portas...

A Fundação Leão XIII de Macaé pode fechar as portas a qualquer momento.  O posto que funciona na Rua Francisco Portela, está sem energia e sem comunicação por simples falta de pagamento das contas de luz e de telefone. Vinculado à SEASDH – Secretaria de Estado de Ação Social e Direitos Humanos do Estado do Rio de Janeiro, o órgão atua estrategicamente no enfrentamento da pobreza e risco social com serviços de isenção na emissão de segunda via de documentos para as pessoas de baixa renda, que recebem até dois salários mínimos...

Fundação pode fechar as portas II

... O posto que antes atendia diariamente, no horário comercial, há mais de dois meses já vem funcionando somente pela manhã das 9h às 12h para poder atender a demanda que bate em sua porta em busca da gratuidade na retirada de documentos como Carteira de Identidade, Certidão de Nascimento, de Casamento e passe para ônibus, entre outros encaminhamentos feitos pela Fundação. Muitas pessoas não têm condições de pagar pela requisição da segunda via de alguns documentos e recorre ao pedido de isenção até para documentos como a certidão de óbito. Com a falência institucional do Estado do Rio de Janeiro, a situação chegou a esse nível de precariedade por falha quase que generalizada do funcionamento das instituições ou será falha administrativa de gestão?

População de rua cresce em Macaé...

Cresce em Macaé o número de moradores em situação de rua. A responsável pela política de proteção social básica no município de Macaé é a secretaria municipal de Desenvolvimento Social (Semds), que através do Centro de Referência e de Serviços Especializados para pessoas em situação de rua - Centro Pop, localizado ao lado do Terminal Central, deve se encarregar do primeiro atendimento. O objetivo do Centro Pop, que já começa a ficar sobrecarregado, é atender aos que estão em condição de vulnerabilidade e risco social por perda ou fragilidade de vínculos de afetividade, pertencimento e sociabilidade, proporcionando-lhes acesso ao abrigamento temporário de médio e curto prazo.

População de rua cresce II

É lá, no Centro Pop que deve ser feita a triagem de cada caso, identificando a condição, o histórico de vida dos moradores em situação de rua e suas demandas emergenciais, encaminhando-os à Pousada da Cidadania, aos serviços da Rede Suas e ou às suas famílias, caso tenham referências familiares. O que não pode ser feito é conduzir as pessoas em situação de rua às fronteiras da cidade ou a algum município. É preciso que saibamos como estão sendo aplicado os recursos do governo federal que chegam nas contas da Prefeitura para esta finalidade!...

Câmara discute setembro amarelo

O grande expediente da sessão ordinária da Câmara do próximo dia 26 (quarta-feira), será reservado aos debates sobre as políticas de combate à depressão e ao suicídio. A solicitação é vereador Maxwell Vaz (SD) para que integrantes do Programa de Saúde Mental, da rede de atenção básica da Saúde do município possam apresentar dados e a importância da prevenção ao suicídio. A iniciativa visa marcar a participação da Câmara nas mobilizações sobre o Setembro Amarelo. Foram convidados representantes da secretaria de Saúde e profissionais que atuam na rede de atenção básica, além de membros da área acadêmica de Macaé. Os interessados em participar do ato poderão comparecer ao plenário da Câmara a partir das 10h (horário de início das sessões) ou acompanhar simultaneamente pela internet, no site oficial da Casa ou no canal TV Câmara – Macaé (YouTube).

_________________________

Jornalista Lourdes Acosta

DRT/MTE 911/MA

Macaé, 05 de setembro de 2018.

 

Acosta e seu blog

Por Acosta

sem comentários

Deixe o seu comentário
Digite as palavras abaixo: