Macaé News
Cotação
RSS
Acosta nos bastidores da notícia - Por Acosta

Acosta nos bastidores da notícia Por Acosta

Acosta nos bastidores da notícia - Por Acosta

Macaé se destaca com índice satisfatório no combate ao Aedes aegypti

Publicado em 25/10/2017 sem comentários Comente!

O controle do vetor é feito também nos cemitérios

O controle do vetor é feito também nos cemitérios

Na Semana Nacional de Mobilização para o combate ao Aedes aegypti que acontece em mais de 210 mil unidades públicas e privadas do país, Macaé se destaca com um índice de 0,6% no último LIRAa (Levantamento rápido de Índice para Aedes aegypti), considerado satisfatório e significando a diminuição percentual das áreas com risco de surto. O levantamento, realizado pelo Centro de Controle de Zoonoses, da secretaria de Saúde, funciona com um senso e é um importante aliado no combate ao Aedes aegypti para que se evitem doenças como dengue, Zika e chikungunya.

De acordo com o LIRAa, o índice de infestação predial inferior a 1% - quer dizer estar em condição satisfatória. A estatística nacional deste mês de outubro revela que 117 municípios brasileiros estão em situação de risco para a ocorrência de epidemias de dengue, outros 533 em alerta e 813 cidades com índice satisfatório.

- Esse índice foi alcançado graças ao trabalho e esforço de todo o grupo comprometido, dos agentes de combate a endemias, dos supervisores de campo e também da sociedade que colaborou. No entanto, vem aí o período epidêmico que se inicia no verão e vai de dezembro a maio do ano que vem e, mais do nunca o esforço e as ações deverão ser redobradas para se manter o baixo índice. A prevenção por parte da sociedade é muito importante cuidando para não deixar água parada em possíveis criadouros como pneus, tambores, ralos e caixas d’água, entre outros -, ressalta o coordenador especial de Promoção da Saúde dos Animais e Controle de Zoonoses (CEPSACZ), Rafael Amorim.

No período epidêmico a Prefeitura coloca todos os setores em alerta por causa do maior volume de chuvas que facilita a reprodução do Aedes aegypti. Todos estarão mobilizados com ações de combate, divulgação e conscientização sobre a importância das medidas de prevenção e combate ao mosquito transmissor.

- É muito importante frisar que apesar de termos alcançado esse índice de 0,6%, agora no período de chuvas aumenta o número de criadouros nos depósitos que hoje estão secos. Muitos deles serão usados pelo mosquito, por isso, qualquer descontinuidade nas ações de controle da dengue pode alterar o quadro para situação de risco -, alertou Flávio Paschoal, coordenador administrativo do CCZ, completando que através do LIRAa é que se descobre quais são as localidades e bairros com maior índice de infestação e quais os tipos de imóveis preferenciais para o mosquito e ainda, quais são os tipos de depósitos onde existe maior positividade para ser criadouro.

Semana de mobilização - Nesta Semana Nacional de Mobilização (de 23 a 27/10) as equipes do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), órgão ligado à secretaria de Saúde prosseguem com inspeção, tratamento e orientação, além de ações educativas, de promoção e prevenção, com a distribuição de materiais informativos.

Os agentes de endemias do CCZ, que agem no controle do vetor, estarão executando mutirões nos bairros Malvinas e Nova Esperança, Lagomar, Aroeira, Visconde de Araújo, Imbetiba, além dos Cemitérios de Imbetiba, Santana, S. J. Barreto e Memorial da Igualdade, combatendo também Roedores e o Caramujo Africano. Já as equipes que aplicam larvicida para o manejo integrado do Culex estarão nos canais da Virgem Santa, Horto, Aroeira, Capote, Bairro da Glória e Ajuda.

A integração entre os setores de educação e saúde promoveu nesta terça-feira (24), uma palestra de combate ao mosquito no Cras de Botafogo, com foco em crianças e adolescentes e uma caminhada no Cras Central pela conscientização nos bairros adjacentes com distribuição de folhetos no Posto de Saúde. Já a equipe de Educação em Saúde participou com palestras de conscientização no Centro de Convivência do Idoso (CCI) e na Escola Municipal Hilda Ramos. Na quinta-feira (26), das 9h às 12h, o ‘Educação em Saúde’ monta um stand de orientações com material informativo sobre o combate ao Aedes, no evento Idoso Ativo, que será realizado na Praça Veríssimo de Melo. Nos próximos dias 4 e 5, a equipe se desloca para a Feira de Adoção de Cães e Gatos, onde fará uma exposição de material e palestra acerca das zoonoses - importante ameaça à saúde e ao bem estar da população.

A estatística - De acordo com o Ministério da Saúde, as doenças transmitidas pelo Aedes aegypti têm tido queda expressiva em todo Brasil. Até 2 de setembro deste ano, foram notificados 219.040 casos prováveis de dengue em todo o país, uma redução de 85,2% em relação ao mesmo período do ano passado (1.483.623 casos). Também foram registradas 171.930 notificações de casos prováveis de febre chikungunya. A redução é de 34,2% comparado ao ano anterior, quando foram registrados 261.645 casos. Em relação ao zika, os casos caíram 92,6%. Foram registrados 15.586 casos prováveis em todo país, enquanto em 2016, o Brasil registrou 211.487 notificações.

___________________________________

Jornalista Lourdes Acosta DRT/MTE 911MA

Macaé, 25/10/2017.

 

Acosta nos bastidores da notícia

Por Acosta

Agenda

+ eventos

Classificados

+ anúncios

sem comentários

Deixe o seu comentário
Digite as palavras abaixo: