Macaé News
Cotação
RSS
Acosta nos bastidores da notícia - Por Acosta

Acosta nos bastidores da notícia Por Acosta

Acosta nos bastidores da notícia - Por Acosta

Seminário traz Comissão de Assuntos Econômicos do Senado a Macaé

Publicado em 20/10/2017 sem comentários Comente!


A preocupação com o grande desemprego na Região trouxe para Macaé, a Comissão de Assuntos Econômicos do Senado Federal (CAE), liderada pelo senador Lindbergh Farias (PT-RJ), para participar do Seminário “Conteúdo Local na cadeia de petróleo e gás”, promovido pela Câmara Municipal de Macaé. O evento, que ocorreu no início da noite desta quinta-feira (19), marcou a reabertura do plenário da antiga sede, hoje Museu do Legislativo e reuniu autoridades do estado.

O seminário foi solicitado e conduzido pelo vereador Marcel Silvano (PT), além de contar com a presença do presidente Eduardo Cardoso (PPS) e do vereador Maxwell Vaz (SD). Estiveram presentes ainda, o deputado federal Luiz Sérgio (PT-RJ), parlamentares de Barra de São João, sindicalistas e membros do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).

Como autor do projeto que trata do conteúdo local obrigatório nas aquisições de bens e serviços para as atividades, em todos os regimes, de exploração e produção de petróleo, gás natural e outros hidrocarbonetos fluidos (PLS 218/2017), o senador da república concedeu entrevista coletiva à imprensa minutos antes do seminário demonstrando sua preocupação com o elevado índice de desemprego na região.

- A indústria do petróleo no Rio de Janeiro é o carro chefe. Nós tínhamos a política de conteúdo local, que facilitava a construção de navios, de plataformas, que está sendo completamente destruída. Como vamos ter novos investimentos de petróleo na área do pré-sal, então é fundamental que haja uma preocupação na industrialização e na geração de emprego –, pontuou, revelando que na reunião do pré-sal para novos investimentos, que será realizada no próximo dia 27, irá potencializar para que esses empregos sejam gerados aqui na região.

Com relação ao desemprego em Macaé, Farias disse que a cidade precisa possuir uma política de exigência de conteúdo nacional nos setores de petróleo e gás. “Temos informação do vereador Marcel Silvano, do alto índice de desemprego na cidade, que sofreu muito e teve um baque grande, inclusive com lojas fechadas e desemprego. Queremos que Macaé se recupere porque a indústria do petróleo é forte e nós vamos ter muita coisa no pré-sal. É preciso que Macaé tenha uma política para favorecer a geração de empregos e a proteção da indústria brasileira”, afirmou.

O senador da república ressaltou ainda que acredita no crescimento de Macaé, mas que é preciso lutar para isso. “Nós temos uma batalha muito grande contra esse governo do Temer. Com a Medida Provisória 795/2017, que está sendo votada ela dá um presente bilionário para as multinacionais do petróleo e acaba com a política de conteúdo local que gerava mais empregos aqui. A política do temer tem sido destruidora nesse aspecto. Então, a preocupação nossa fora dessa audiência pública é emprego para Macaé e região”.

O Seminário

No início do encontro, Marcel explicou a importância do conteúdo local, ou seja, a priorização dos investimentos em negócios e indústrias nacionais. “Precisamos enfrentar esta crise com a valorização da nossa economia. O petróleo é uma riqueza que deve gerar desenvolvimento e qualidade de vida para todos. Não é priorizando empresas estrangeiras que superaremos as dificuldades.”

Os vereadores Eduardo Cardoso e Maxwell Vaz, por sua vez, explanaram sobre a história do desenvolvimento de Macaé, que hoje, se depara com expressivo aumento do desemprego, falência de empresas e baixa nos investimentos voltados para a Bacia de Campos.

O seminário também discutiu a Medida Provisória (MP) 795/2017, proposta pelo governo federal. Caso em vigor, as tributações dos produtos e serviços ligados à produção de gás e petróleo serão zeradas e, de acordo com Lindbergh, se reverterão em um desmonte ainda maior na economia.

- Querem tirar os impostos das empresas internacionais. Como haverá concorrência com o que é produzido no país? Este governo golpista quer entregar nossas riquezas ao capital estrangeiro. A indústria naval, que já gerou milhares de empregos, está reduzida e os estaleiros praticamente fechados. Não podemos permitir que este crime à nação continue a acontecer -, acrescentou o senador, que na oportunidade foi agraciado com o título de Cidadão Macaense pelas mãos do ex-vereador Antonio Franco, autor da honraria.

____________________________________

Jornalista Lourdes Acosta DRT/MTE 911/MA.

Macaé, 20/10/2017.

Acosta nos bastidores da notícia

Por Acosta

Agenda

+ eventos

Classificados

+ anúncios

sem comentários

Deixe o seu comentário
Digite as palavras abaixo: