Macaé News
Cotação
RSS
Direito, Politica e Cidadania - Por Helio

Direito, Politica e Cidadania Por Helio

Direito, Politica e Cidadania - Por Helio

REFORMA POLÍTICA ? LÁ VEM ELA DE NOVO!

Publicado em 14/08/2017 sem comentários Comente!


Reforma, reforma e nada melhora! Há cerca de três anos, quando afirmei que a reforma política só haveria para piorar e que escândalos de corrupção atingiria mais de 80% dos congressistas, alguns estudiosos leitores me chamaram de pessimista.

Talvez eu tenha ou não acertado na mosca quanto o percentual exato dos envolvidos nos escândalos, mas 2018 ainda não chegou, a delação de Cunha e Palocci e ainda não saiu e muita água ainda vai rolar até 2018. Mas no que diz respeito a REFORMA POLÍTICA tudo indica que acertei na mosca.

A reforma política que será votada ainda nesse bimestre (agosto e setembro 2017) só piora o que já era ruim.

O texto controverso da reforma política aprovado pela comissão especial da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) transformará a reforma política em um “puxadinho”.

Um puxadinho de bilhões de reais. No meio da crise econômica, bilhões serão destinados a campanha eleitoral onde os deputados serão eleitos metade pelo sistema de “Distritão” e outra metade por uma Lista elaborada pelos partidos, onde o voto vai para lista.

O sistema “capenga” na verdade atrapalha a renovação política, e garante a reeleição de envolvidos na lavajato que estarão protegidos na lista partidária. É uma ação dos deputados para se manter no poder e criar uma barreira invisível para entrada de novos candidatos.

Não bastasse o que foi dito acima, em meio a uma crise fiscal e econômica monumental, onde falta dinheiro para saúde, educação e segurança, onde servidor público não recebe salário, o congresso cria um fundo de financiamento público de campanhas eleitorais de R$ 3,9 bilhões.

Num país onde a campanha eleitoral é muito cara quem vai fazer a festa são os políticos de carreira, o crime organizado e as igrejas com alto poder aquisitivo.

Estamos diante de uma reforma surreal! Um surto EPIDÊMICO DE IMORALIDADE que apenas amplia as mazelas do atual sistema político eleitoral.

A verdade é que reformar está saindo mais caro que construir, por isso sou a favor de uma constituinte onde os responsáveis não pudessem se candidatar.

 

Direito, Politica e Cidadania

Por Helio

Agenda

+ eventos

Classificados

+ anúncios

sem comentários

Deixe o seu comentário
Digite as palavras abaixo: