Macaé News
Cotação
RSS
Acosta nos bastidores da notícia - Por Acosta

Acosta nos bastidores da notícia Por Acosta

Acosta nos bastidores da notícia - Por Acosta

Programa de Controle Populacional de Cães e Gatos avança em Macaé

Publicado em 17/07/2017 sem comentários Comente!


Com o objetivo de conter o crescente aumento populacional de cães e gatos, evitar a proliferação de zoonoses e até acidentes de trânsito com os animais, a Prefeitura de Macaé, através da coordenação especial de Promoção da Saúde dos Animais e Controle de Zoonoses (CEPSACZ) realizou neste domingo (16), mais uma ação de castração numa parceria público-privada com a Vets Clínica Veterinária para atender os inscritos e aprovados no cadastramento realizado em Imboassica.

Os beneficiados, proprietários de cães e gatos do bairro Imboassica já tinham participado da etapa de cadastro, avaliação e vacinação ocorrida no último dia 22, e foram selecionados de acordo com os padrões socioeconômicos conferidos em sua documentação. Os animais castrados precisam ter idade entre seis meses e cinco anos e ficam registrados ao CPF do Proprietário.

- Esta é a primeira parceria público-privada, ocorrida com a finalidade de castrar cães e gatos em Macaé. A Vets Clínica Veterinária, como uma empresa médica, entendeu a proposta do Poder público no controle populacional dos pequenos animais, oferecendo seus veterinários para castrar gratuitamente e se prontificando a doar o seu espaço para a realização do procedimento num dia de não funcionamento do seu atendimento junto à sua clientela. É uma parceria e união que vai adiante e que traz a responsabilidade social para com a saúde pública do nosso município – pontuou o coordenador especial de Promoção da Saúde dos Animais, Rafael Amorim.

Ele explicou que essa foi uma parceria onde o poder público trouxe a demanda e a iniciativa privada abraçou a proposta, uma vez que estes animais pertencem a proprietários que comprovadamente não poderiam arcar com a cirurgia de castração e que, ao fazer o procedimento a clínica colabora para que nosso município contenha a superpopulação desses animais. “Quem comprovou precisar da oferta pública e entendeu a importância de promover a saúde do seu animal saiu feliz”.

Maria Dayse, uma trabalhadora e moradora da Região foi uma das pessoas que levou seu gato “Tomas” para castrar na clínica médica da Lagoa. Para ela a castração de sua gatinha foi uma providencia quanto a sua saúde. “Nossa, foi muito bom porque só assim, ela estará segura nas transições das doenças e também ficará imune de uma gravidez que com certeza aumenta a população de animais na cidade”, disse.

_______________________________________

Jornalista Lourdes Acosta – DRT/MTE 911/MA.

Macaé, 17/07/2017.

Acosta nos bastidores da notícia

Por Acosta

Agenda

+ eventos

Classificados

+ anúncios

sem comentários

Deixe o seu comentário
Digite as palavras abaixo: