Macaé News
Cotação
RSS
Café Noturno - Por Marianna Mariano

Café Noturno Por Marianna Mariano

Café Noturno - Por Marianna Mariano

Quando é amor quando convém

Publicado em 16/05/2017 sem comentários Comente!

Você chegou e me mudou. Podia ser um. Foi dois, foi três, foi mil. Um em um milhão e foi a escolha que proferi, mas não acreditava. Credibilidade ardilosa vinda de um travesso garoto que sabe persuadir até os mais influentes. Quem dirá uma nobre ingênua de berço tradicional que possui um pé na terra e outro no céu. Choque elétrico entre as sinapses de uma mente calculista com sonhos duvidosos, cuja fonte de incertezas vem das próprias profundezas internas. A aparência de um provocador se dissolveu diante da doçura atrativa de alguém que jurava prazeres materiais e realizações de projetos. A mais sedutora promessa foi dissolvida pelo ego maior, que deixou o coração partido por dois e a mente angustiada. Seria possível dissolve um sonho em prol de um grande amor? Posto que é chama, que seja infinito enquanto dure, parafraseando Vinícius, mas a finitude se concretiza quando se quer arriscar na tentativa e perder o que está na mão? Tentativa por tentativa, você foi uma. Oportunidade por oportunidade, você foi uma que não podia deixar para trás. Agora que consegui, sei que há muito mais para vivermos. Mas, se você não me apoia, como deve se comportar um grande amor, e meu coração explodir de vontade de me jogar do precipício sem saber no que vai dar, vou dar início a um processo da decisão mais dolorosa e dúbia da minha vida. Não quero te perder. Seria mais fácil que me apoiasse, pelo menos até certo ponto. Pois mais vale tentar e não conseguir do que não ter tentado. Tentei com você e deu certo. Mas entrares no período em que começaria a dar passos largos no caminho que projetei a vida toda. Disse que caminharia comigo, mas depois me colocou freios, justo quando achava que colocaria um jato turbo nas minhas costas. Se é amor, confie. Se é amor, me apoie. Se é amor, fique até não conseguir. Me desejar boa sorte e fugir sem ao menos saber junto comigo como será é egoísmo, crueldade e traição. Traiu meu coração ao me oferecer o alimento e tirar da minha boca quando estava a comê-lo. Traiu minha confiança ao projetar um ombro amigo, mas só o faz no que o convém. Aceito conselhos e experiência tua. Mas não aceito que me deixes caso queira tentar. Nem por um período de teste. Se eu já te apoiei e desculpei por erros muito maiores, porque não me ajudar no que pode ser meu maior acerto ou algo que eu não queira pra vida toda, mas tentar no momento presente. Você é presente. É um presente. Mas seja presente no meu caminho. Pois estou contigo e enfrento teus espinhos. Por que não regar meus botões e deixar as rosas florescerem caso haja sol depois das tempestades?

Café Noturno

Por Marianna Mariano

Agenda

+ eventos

sem comentários

Deixe o seu comentário
Digite as palavras abaixo: