Macaé News
Cotação
RSS
Acosta nos bastidores da notícia - Por Acosta

Acosta nos bastidores da notícia Por Acosta

Acosta nos bastidores da notícia - Por Acosta

Instituto de Previdência de Macaé é citado em delação premiada

Publicado em 22/02/2017 sem comentários Comente!


Na sessão ordinária dessa quarta-feira, (22), o vereador Marcel Silvano (PT), destacou, durante sua fala no Grande Expediente, a diferença no tratamento de notícias, por parte da mídia nacional e local, de denúncia feita em delação premiada que apontava um esquema de pagamento de propina para que recursos do Instituto de Previdência de Macaé (Macaeprev) fossem investidos no Banco BVA, que abriu falência em 2014. As denúncias citam o envolvimento de Eduardo Cunha e do ex-deputado Federal, Adrian Mussi.

O vereador ressaltou a tentativa da mídia local de esconder o fato e apontou que, enquanto a mídia nacional noticiou o esquema, os jornais locais, incluindo o Diário da Costa do Sol, onde é publicado o Diário Oficial do Município, ocultou o caso. O parlamentar leu um trecho de reportagem do Estadão que citava Adrian e a delação. Ele lembrou ainda que, no ano de 2013, foi votada na Câmara a proibição para que o Macaeprev não fizesse mais investimentos em bancos privados.

- Os dados de 2013 para cá constam que a dívida do Macaeprev diminuiu e seu arrecadado aumentou, mas o que aconteceu com esse rombo lá de trás? O que aconteceu com o BVA e qual foi o resultado disso? Quem foram de fato as pessoas que se mobilizaram para que isso acontecesse e qual o efeito prático para a aposentadoria do servidor público de Macaé pois, se estamos numa crise enorme, em que muita gente não está se aposentando porque não está sendo enquadrada e os triênios não estão sendo garantidos, a gente precisa entender o que está acontecendo - questionou.

De acordo com Silvano, a Câmara deve analisar qual é o melhor instrumento para apurar o fato, se serão requerimentos pedindo mais informação ou se deverá abrir uma comissão de investigação de maneira mais aprofundada. Em sua opinião o legislativo macaense não deve silenciar diante do fato.

- Me preocupou muito quando eu linkei as duas vias de noticiário, a nacional e a local. E se esta Casa não tivesse algum tipo de posição, de anúncio e denúncia disso, de que precisamos entender e que estava errado, nós seríamos omissos. Acredito que teremos que buscar qual é o melhor mecanismo para tratar isso. Essa é a minha preocupação e dos macaenses que viram no noticiário Nacional num esquema de corrupção com Eduardo Cunha, Gedel Vieira Lima, Eike Batista, Michel Temer e isso nos preocupa muito, em especial porque se trata dos servidores que precisam se aposentar -, assegurou.

___________________________________

Por Lourdes Acosta / jornalista profissional.

Com assessoria.

Macaé, 22/02/2017.

Acosta nos bastidores da notícia

Por Acosta

Agenda

+ eventos

sem comentários

Deixe o seu comentário
Digite as palavras abaixo: