Macaé News
Cotação
RSS
Acosta - Por Lourdes Acosta

Acosta Por Lourdes Acosta

Acosta - Por Lourdes Acosta

O uso insustentável da água pode levar o mundo à crise a abastecimento

Publicado em 30/01/2017 sem comentários Comente!

É preciso evitar o desperdício d'água

É preciso evitar o desperdício d'água

Vai faltar água no planeta. Esta é uma afirmação recente de cientistas e ambientalistas preocupados com o gerenciamento dos recursos hídricos no âmbito mundial. Um dos relatórios da ONU - Organização das Nações Unidas diz que “o uso não sustentável da água pode levar o mundo a uma enorme crise de abastecimento nas próximas décadas”.

O mesmo relatório aponta que o consumo de água aumentou em seis vezes nos últimos 70 anos e que, muitos aquíferos (gigantescos depósitos subterrâneos de água) estão sendo utilizados para irrigação e abastecimento acima de sua capacidade de reposição pelas águas das chuvas.

O alerta é que a falta de água para consumo humano deve ser o principal problema ambiental do milênio. A ONU mostra que dos 1,4 bilhão de quilômetros cúbicos de água, apenas 1% é de água potável. Só para se ter uma ideia, a água cobre 70% da superfície da terra, mas 97,4% da água existente é salgada e 2,6% é doce, sendo 1,58% congelada nos polos e 0,59% subterrânea. O restante 0,03% encontra-se nos lagos e nos rios. O Brasil detém cerca de 12% da água doce superficial do mundo, sendo 70% na Bacia Amazônica e o restante distribuído desigualmente por toda a extensão territorial.

Esse líquido precioso em pouco tempo será tão importante quanto o petróleo. Em função da falta de chuva e outra série de problemas ambientais, a água vai se tornar um recurso raro, se assemelhando ao petróleo no que se refere à questão geopolítica. Essa transformação pode afetar até mesmo o Brasil, país rico no recurso natural. A água caminha para ser o bem mais importante, por isso, temos que ser capazes de oferecer soluções para que o recurso não seja desperdiçado.

Outros fatores responsáveis pela diminuição desse líquido imprescindível à vida são: O desmatamento desenfreado que o homem vem fazendo há anos em suas florestas, reduzindo os mananciais; A poluição dos rios pela indústria e a falta absoluta de saneamento nas cidades, entre outros. Há também uma estatística preocupante que revela que cerca de três bilhões de pessoas usam água contaminada e que quase 80% das doenças no mundo estão relacionadas à contaminação e essas doenças respondem por no mínimo 25 milhões de mortes a cada ano.

Os economistas contemporâneos preveem que a água será a moeda do futuro e que poderá até levar o planeta a uma grande guerra mundial, pois nos últimos 100 anos, a população triplicou enquanto o consumo da água cresceu seis vezes mais, sendo que a quantidade de água é a mesma há milhões de anos. Há quem considere o século XX como século do petróleo e o século XXI como século da água. A expectativa sobre o dia em que acabar o petróleo no mundo é antiga e vem, há muito tempo, provocando discussões e, sobretudo, uma intensa atividade científica na busca de alternativas e soluções.

- Mas, quem estará realmente preocupado com a possibilidade da água acabar aqui na Terra? É surpreendente verificar que são poucos os que temem essa tragédia. Todos sabem que é possível viver sem petróleo e, certamente, sem qualquer outro bem mineral do planeta. Mas, como viver sem água? – firmam os especialistas.

O gerenciamento integrado de recursos hídricos deve ser prioridade absoluta de todos os governos para se evitar os graves problemas de abastecimento d’água neste século. O desperdício de água, a derrubada das matas que protegem as nascentes e margens dos rios e o despejo de lixo nas encostas, a perfuração indiscriminada de poços são outros dos muitos problemas que estão provocando a escassez, a contaminação dos lençóis freáticos e a poluição das águas em geral. É preciso que saibamos que quando as águas adoecem o Meio Ambiente e a saúde do homem ficam ameaçados.

_______________________________

Lourdes Acosta / jornalista profissional

Macaé, 30/01/2017.

Acosta

Por Lourdes Acosta

Classificados

+ anúncios

sem comentários

Deixe o seu comentário